skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
22 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Álvaro Pacheco “pediu a demissão” e sai a custo zero: Rui Cunha no banco

Redação
Desporto \ quarta-feira, maio 15, 2024
© Direitos reservados
Novo técnico conhecido na próxima semana, mas António Miguel Cardoso não quis pronunciar-se sobre Rui Borges. Presidente considerou "um desrespeito" a forma como Álvaro Pacheco se reuniu com o Cuiabá.

Álvaro Pacheco pediu na noite desta terça-feira, através do seu representante,  a “demissão com efeitos imediatos” do Vitória SC, segundo António Miguel Cardoso. A demissão foi aceite, anunciou o presidente do clube, em conferência de imprensa no Estádio D. Afonso Henriques. Em negociação para se mudar para o futebol brasileiro, o técnico sai sem qualquer compensação financeira, sendo Rui Cunha, juntamente com outros elementos da casa, a estar no banco de suplentes em Arouca.

Em conferência de imprensa o líder máximo do clube detalhou a relação do treinador com o clube nos últimos tempos, assumindo que permitiu a reunião com o Cuiabá, mas a mesma teria de ser “discreta e sigilosa”. Contudo, esse encontro com os brasileiros aconteceu quando o plantel do Vitória SC estava reunido num convívio. “Álvaro Pacheco faltou a esse evento”, disse o presidente, sendo que apenas um dos capitães terá sido informado. “Um “desrespeito”, atirou António Miguel Cardoso.

Em conversa com o representante do treinador, interlocutor com o Vitória SC neste processo terá sido transmitido, segundo António Miguel Cardoso, “a intenção de abandonar o Vitória no final da apresenta época”.

“Abordou adjuntos da equipa principal, que faziam parte da estrutura mesmo antes da sua chegada, para a ele se juntarem naquela que seria a futura equipa técnica do clube brasileiro”, adiantou ainda o líder máximo do clube, revelando ter sido contactado ontem pelo representante do técnico a pedir a demissão. “Na noite de ontem (14-05-2024), o Presidente do Vitória Sport Clube foi contactado pelo representante do treinador Álvaro Pacheco, informando-o de que o treinador apresentava a sua demissão, com efeitos imediatos, o que, atento as circunstâncias, foi aceite”, complementou.

Questionado pelos jornalistas após fazer uma comunicação, António Miguel Cardoso atestou que a próxima época está a ser preparada, sendo que o dossiê referente ao próximo treinador – ao que tudo indica Rui Borges – ficará fechado na próxima semana, após o final do campeonato.

“Queremos alguém ao leme que queira o Vitória SC”, disse, admitindo que pretende mais estabilidade e alguém que “possa ficar mais tempo” no clube. “O Vitória está bem vivo e continuará bem vivo no próximo ano”, terminou.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73