skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
03 dezembro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Autárquicas 2021: BE defende Museu Virgínia Moura em Conde

Tiago Mendes Dias
Política \ segunda-feira, setembro 06, 2021
© Direitos reservados
Espólio da ativista contra o Estado Novo e defensora dos direitos das mulheres deve originar um novo museu na sua terra natal, disse Luís Pinto Lisboa, à margem da visita à escola com o seu nome.

A candidatura do Bloco de Esquerda às Autárquicas de 26 de setembro visitou a Escola EB 2 e 3 Virgínia Moura, em Moreira de Cónegos, e anunciou o desejo de ver o nome da primeira engenheira civil em Portugal, opositora à ditadura e defensora, perpetuado num museu com o seu espólio. “É importante valorizar as pessoas de Guimarães, sobretudo as nossas mulheres e a sua importância crucial para o concelho. Por isso, o Bloco de Esquerda defende a criação do Museu Virgínia Moura na sua freguesia natal, S. Martinho do Conde”, vincou Luís Pinto Lisboa, cabeça da lista à Câmara Municipal de Guimarães.

O bloquista enalteceu a “forma como a escola recebeu e incluiu” cerca de 30 alunos provenientes do Nepal e do Bangladesh, filhos de trabalhadores das plantações de frutos vermelhos em Moreira de Cónegos, destacando o ensino bilingue e a sinalética em português, inglês, nepalês e bengali. “É uma referência nacional, assim como a própria vila de Moreira de Cónegos, que, com o apoio a estas famílias e crianças, dá um exemplo de solidariedade que devemos multiplicar no concelho", realçou.

A comitiva do BE assinalou ainda que a EB 2 e 3 Virgínia Moura é a única Escola com plano de inovação na zona norte e, por isso, uma das 50 escolas convidadas pelo Ministério da Educação para ser escola-piloto. A candidatura avisou também que é “necessário aplicar o prometido piso sintético para o campo de jogos".

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #38