skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
13 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Bragança e a Academia: “Câmara apoia, mas a responsabilidade é do Vitória”

Bruno José Ferreira
Desporto \ segunda-feira, maio 06, 2024
© Direitos reservados
Projetos na ordem dos 10 milhões de euros em andamento para a construção do pavilhão da Escola João de Meira – que será usado pelo Vitória – e Piscina da Unidade.

A futura Academia do Vitória SC, projetada para se edificar junto ao Parque de Ardão, entre Ponte e Silvares, foi tema de debate na reunião de câmara desta segunda-feira, com Ricardo Araújo a questionar o presidente da Câmara Municipal de Guimarães quanto ao andamento deste projeto.

O vereador eleito pela Coligação Juntos Por Guimarães explanou que “recentemente surgiram algumas notícias apontando dúvidas e até um mal-estar sobre o andamento deste projeto”, lembrando declarações do presidente do município que apontavam que a obra estaria completa em 2022, aquando do centenário do clube.

“É mais um tema a ser levantado há vários anos, anúncios atrás de anúncios, estamos em 2024 e gostava de saber exatamente o ponto de situação, para que não se generalizem dúvidas sobre a concretização deste projeto. Já sabemos que não é fácil, que é complexo, mas o arrastar do processo ao longo de vários anos parece-me não ser positivo para os interesses de Guimarães”, atirou o vereador da oposição.

Domingos Bragança deu nota que “a Academia, ou a sua extensão, é um objetivo do Vitória, e não da Câmara”. “A Câmara apoia a extensão da Academia, apresentou isso aos vários presidentes, ao Júlio Mendes, ao Pinto Lisboa e agora estamos a trabalhar com a atual direção. É um investimento que a Câmara está disponível para apoiar, mas a liderança é do Vitória SC”.

Salientando várias vezes que a responsabilidade é do clube, o edil frisou que o município está a ajudar, nomeadamente na questão dos terrenos, estando em causa uma grande área de vários hectares, sendo o PDM fundamental para se transformar em “zona de instalação e equipamentos”.

Ricardo Araújo reforçou a sua posição, questionando se “o atraso em nada de se deve à Câmara”, sendo que Domingos Bragança repetiu a mesma ideia, transmitida no fim da reunião: “A responsabilidade da Academia é do Vitória, sempre com o apoio da Câmara dentro dos limites possíveis”. Questionado pelos jornalistas, Bragança adiantou que “existe um pré-projeto trabalhado com o Vitória”.

O presidente da Câmara complementou o assunto referindo-se a outras duas obras relacionadas com o clube, frisando que “o pavilhão polidesportivo da João de Meira a todo o momento pode ser lançado a concurso”. Um pavilhão com duas naves, uma para a escola, outra para o Vitória SC, sendo que a da escola poderá ser usada pelo Vitória SC aos fins-de-semana e em horárias extralectivas.

Quanto à piscina, ainda está numa fase conceptual, estão a ser analisado o financiamento pelo PRR, sendo que, adiantou o edil, em conjunto as duas obras significarão um investimento a rondar os 10 milhões de euros.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73