skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
16 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Bruno Fernandes critica falta de planeamento do município

Bruno José Ferreira
Política \ terça-feira, abril 27, 2021
© Direitos reservados
Vereador e candidato à presidência da Câmara Municipal de Guimarães esteve em Selho São Lourenço, junto a uma obra municipal, criticando a falta de visão global por parte da autarquia.

Bruno Fernandes, vereador municipal eleito pela Coligação Juntos por Guimarães e candidato à presidência camarária pela mesma coligação, esteve esta terça-feira em Selho São Lourenço a acompanhar a empreitada de criação de uma rotunda nesta freguesia na ligação entre o centro da cidade e São Torcato.

No local Bruno Fernandes apontou o dedo ao que considera ser “um caos diário” de uma obra que já leva mais dois meses de execução do que o tempo previsto. “Nesta obra fica bem claro que não houve planeamento, é um caos diário para os cidadãos poderem atravessar esta obra há mais de dez meses, faz agora um ano, porque ocorre precisamente quando a alternativa para os cidadãos também está em obra. Não existe um planeamento para o município quando define a execução das obras. Como o critério base é a perspetiva eleitoralista das obras, deixar para o último ano de mandato, nem se dão ao cuidado se as obras vão prejudicar gravemente a vida dos cidadãos”, referiu.

Admitindo que as obras são necessárias, o candidato revela também que para além da perspetiva eleitoralista as obras não resolvem problemas globais. “Estas obras não estão a resolver os problemas. Dou o exemplo do desnivelamento do nó de Silvares, uma obra que se esperou quinze anos, custo mais de 3,2 milhões de euros, que houve tempo e mais do que tempo para a pensar, era a obra do mandato e vinha desatar um nó existente. O que assistimos ao fim de algumas semanas é que essa obra não resolveu em definitivo o problema. Aqui igual, olhando para a obra, já se antevê vários problemas, como a falta de estacionamento. Os comerciantes estão revoltados”, aponta.

Concluído, Bruno Fernandes expressou que “este executivo já não tem clarividência para pensar e executar as obras”, estando a dar “sinais claros de cansaço” e focado apenas nas eleições.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73