skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Câmara investe 3,5 milhões de euros em 10 anos para transporte a pedido

Redação
Política \ terça-feira, dezembro 12, 2023
© Direitos reservados
Após o anúncio de que o serviço concessionado à Vitrus arranca em 01 de junho de 2024, a autarquia realça que a operação começa com três miniautocarros elétricos, com 10 zonas e dois novos circuitos.

O serviço de transporte de passageiros flexível, também designado transporte a pedido, vai entrar em funcionamento no segundo semestre de 2024, com um investimento de 3,5 milhões de euros a distribuir por 10 anos, anunciou a Câmara Municipal de Guimarães nesta terça-feira.

Criado como complemento à oferta de transportes públicos em Guimarães, a cargo da Guimabus e da Ave Mobilidade, este serviço concessionado à empresa municipal Vitrus tenciona suprir a falta de oferta em períodos de menor procura, tanto em dias úteis, nos períodos diurno e noturno, como aos fins de semana e feriados.

Idealizado para otimizar percursos e horários através de um sistema de reserva, por telefone, website ou aplicação móvel, o serviço vai disponibilizar locais predefinidos de origem e destino e horários consoante os pedidos dos utilizadores, que podem realizar marcações até às 15h00 do dia anterior à viagem. Os pedidos efetuados após esse limite temporal só são aceites se houver programação para a circulação e disponibilidade de lugares.

A rede é composta por 10 zonas e dois novos circuitos, com horários das 20h00 às 24h00. Quatro dessas zonas operam entre as 08h00 e as 20h00, todos os dias do ano. Os dois novos circuitos também estão disponíveis entre as 08h00 e as 20h00, no interior da freguesia de Polvoreira, entre a Estrada Nacional 105 e a Estrada Municipal 579, e na ligação entre as freguesias de Pencelo e Azurém, pelo Mourão.

O serviço de transporte a pedido espera arrancar com três miniautocarros elétricos. A Câmara esclarece, aliás, que todas as viaturas do transporte flexível serão elétricas, numa altura em que a frota de autocarros de Guimarães é já 34% elétrica.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73