skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
18 abril 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Câmara vota o fim da isenção de taxas no parque de estacionamento de Camões

Redação
Política \ segunda-feira, dezembro 06, 2021
© Direitos reservados
Na agenda de trabalhos para esta segunda-feira, justifica-se a proposta de revogação da gratuitidade com o fim das obras nas ruas da Caldeiroa e D. João I.

Os cerca de 400 lugares do Parque de Camões albergaram milhares de carros a título gratuito por mais de um ano, mas o estacionamento na infraestrutura voltou a ser pago desde 01 de dezembro, estando a votação da decisão reservada para esta segunda-feira, na reunião do executivo municipal.

Segundo a proposta incluída na ordem de trabalhos, a Câmara Municipal de Guimarães considera necessário “facultar a clara e expedita aplicação do tarifário aplicável” e “facilitar” a “comunicação do restabelecimento do normal funcionamento do parque” no “período integral do mês de dezembro”, com o intuito de devolver ao parque “a rotatividade e a disponibilidade” para “o apoio às atividades realizadas no centro da cidade, ao comércio e serviços e aos próprios moradores”, algo que crê não se verificar atualmente.

“Assim, submete-se à consideração superior que seja retomado o pagamento das taxas associadas ao Parque de Estacionamento de Camões a partir do dia 1 de dezembro de 2021, terminado assim o período de isenção aprovado pelos dois órgãos do município”, lê-se na proposta.

A Câmara aprovou pela primeira vez a suspensão do pagamento de taxas de estacionamento na reunião de 07 de setembro de 2020, aplicando a medida a todos os parques sob a sua alçada. Justificou então essa decisão com os efeitos da pandemia de covid-19. A medida foi prolongada através de um despacho de 23 de janeiro de 2021, emitido pelo presidente Domingos Bragança.

Quanto a Camões, o parque de estacionamento viu-se cercado pelas intervenções na rua da Caldeiroa e na rua D. João I, que ditaram a alteração do sentido do trânsito automóvel – passou-se a circular pela rua de Camões em sentido descendente.

Foram precisamente os “sucessivos constrangimentos à circulação automóvel e ao seu estacionamento” que, segundo a autarquia, motivaram o prolongamento da isenção de taxas naquele parque. Com as requalificações daquelas artérias praticamente concluídas, a Câmara Municipal entende que não se justifica manter a gratuitidade do parque.

O parque de estacionamento de Camões foi inaugurado a 03 de agosto de 2019, após um investimento de 5,5 milhões de euros para uma empreitada que se estendeu por quase dois anos. Iniciada em outubro de 2017, a obra mereceu os protestos dos artistas que trabalhavam no local e de moradores, reunidos no movimento Assembleia Popular da Caldeiroa.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: