skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
15 abril 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Candoso S.Martinho é a que mais vota no distrito. Guimarães quinta no país

Tiago Mendes Dias
Política \ quarta-feira, março 13, 2024
© Direitos reservados
A freguesia nas margens do Selho foi uma das raras no país a ultrapassar os 80% de afluência às urnas e a única no concelho com a menor abstenção no círculo de Braga e a segunda menor no Norte.

A baixa abstenção nas Eleições Legislativas de 2024 sentiu-se ainda com mais força no círculo eleitoral de Braga, no concelho de Guimarães e em muitas das suas freguesias, a começar por São Martinho de Candoso, aquela que registou a maior taxa de votantes em todo o distrito.

Num território com 1.200 eleitores inscritos, votaram 968 pessoas. Esse número corresponde a uma percentagem de 80,67%, a única do concelho de Guimarães a superar a fasquia dos 80% e uma das quatro no distrito a consegui-lo: as restantes foram Moure, em Barcelos (80,27%), a União de Freguesias (UF) de Arentim e Cunha, em Braga (80,10%), e Silva, em Barcelos (80,00%). Nas Legislativas de 2022, a freguesia já tinha sobressaído pela votação expressiva: foi então de 73,19%.

Aquele território banhado pelo rio Selho, entre a Veiga de Creixomil, as Senhoras do Monte e a vila de Pevidém, atribuiu 36,05% dos votos ao PS, 25,21% à Aliança Democrática, 14,36% ao Chega, 5,58% à CDU, 4,96% ao BE, 4,44% à Iniciativa Liberal, 2,89% no Livre e 1,24% na ADN, a mesma percentagem do PAN.

Atrás de São Martinho de Candoso, surgem cinco freguesias com mais de 79% de votantes: são elas Gonça, UF de Candoso Santiago e Mascotelos, UF de Airão Santa Maria, Airão São João e Vermil, Aldão e Costa. Em contraponto, a UF de Arosa e Castelões registou a menor taxa de votação nas 48 freguesias e uniões do concelho (62,50%), seguida pela UF Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia, pela UF Sande São Lourenço e Balazar e por Longos.

 

Guimarães vai às urnas

Ao somar-se a contabilidade de todas as freguesias, Guimarães emerge como o município com menor abstenção do distrito, o segundo com mais baixa abstenção no Norte e o quinto no país: ela foi de 25,56%. No concelho mais populoso da Comunidade Intermunicipal do Ave, 74,44% dos eleitores foram às urnas, valor que supera a percentagem nacional, de 66,23% e a do círculo eleitoral de Braga (71,31%).

Só quatro municípios no país têm menor abstenção do que Guimarães: o concelho do Sardoal, no distrito de Santarém, foi recordista na percentagem de votantes (75,66%), seguido pela ilha do Corvo (74,93%), por Arruda dos Vinhos, no distrito de Lisboa (74,72%), e pela Maia, o concelho que mais votou a norte (75,52%).

No fundo, cumpriu-se a tradição de Guimarães ter uma menor abstenção face ao país, à região Norte e ao distrito a que pertence. Assim fora em 2022: a abstenção foi então de 32,25%, abaixo da do país (42,04%) e da do círculo de Braga (36,32%).

Neste último sufrágio, o PS foi o partido mais votado no concelho, embora com uma diferença menor face à segunda força mais votada: reuniu 31,69% dos votos contra 29,30% da Aliança Democrática, 15,95% do Chega, que praticamente triplicou a votação face há dois anos. Seguem-se Iniciativa Liberal (6,36%), Bloco de Esquerda (4,36%), CDU (2,59%), Livre (2,34%), ADN (1,71%) e PAN (1,38%).

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: