skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
18 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Carreira de Paulo Novais na inteligência artificial distinguida na Colômbia

Redação
Ciência & Tecnologia \ terça-feira, novembro 29, 2022
© Direitos reservados
Investigador vimaranense da Universidade do Minho reconhece o “significado especial” do prémio da Sociedade Ibero-Americana de Inteligência Artificial, após 30 anos de percurso na área.

Vinculado à Escola de Engenharia da Universidade do Minho (EEUM), Paulo Novais recebeu o “Prémio Reconhecimento de Carreira” da Sociedade Ibero-Americana de Inteligência Artificial (IBERAMIA), pelos seus contributos científicos para a inteligência artificial e para o desenvolvimento da comunidade nesta área.

A distinção foi entregue durante a 17ª Conferência Ibero-Americana sobre Inteligência Artificial, realizada em Cartagena das Índias, Colômbia, e o investigador vimaranense reconhece que ela “tem um significado especial”. “Coloca-me também uma maior responsabilidade, para o presente e o futuro, na promoção e no desenvolvimento da inteligência artificial como um veículo determinante para a sociedade que ambicionamos”, frisou.

Natural de São Torcato, o docente de 55 anos viu reconhecido um percurso de 30 anos em inteligência artificial, área em que o seu principal objeto de investigação é o de tornar os sistemas de inteligência artificial um pouco mais inteligentes, mais fiáveis e mais sensíveis a humanos.

Professor catedrático do Departamento de Informática da EEUM, Paulo Novais encabeça o laboratório ISLab do Centro ALGORITMI e coordena o Laboratório Associado de Sistemas Inteligentes (LASI), sediado em Guimarães, com mais de 500 cientistas de sete academias. É ainda presidente da assembleia geral da Associação Portuguesa para a Inteligência Artificial, depois de ter presidido à direção entre 2016 e 2019.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73