skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
01 dezembro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Centro de Hemodinâmica do HSOG entra em funcionamento "brevemente"

Pedro C. Esteves
Saúde \ sexta-feira, janeiro 14, 2022
© Direitos reservados
Domingos Bragança transmitiu a informação na última reunião de câmara, na sequência de uma reunião com o presidente da ARS Norte.

O centro de hemodinâmica do Hospital da Senhora da Oliveira, uma unidade inserida no serviço de cardiologia do hospital vimaranense equipada para exames diagnósticos e terapêuticos através da instalação de cateteres no sistema vascular, entrará "brevemente em funcionamento", adiantou Domingos Bragança.

O autarca reuniu com o presidente da Administração Regional de Saúde do Norte e recebeu indicações de que a alteração da rede de diferenciação "está perto de ser concluída". Em fevereiro de 2020, Domingos Bragança anunciou que o Ministério da Saúde lhe prometera alterar a rede de referenciação para incluir o Hospital Senhora da Oliveira, mas a unidade de hemodinâmica continua sem a licença de utilização necessária para abrir.

As Redes de Referenciação Hospitalar (RRH) são sistemas através dos quais se pretende regular as relações de complementaridade e de apoio técnico entre todas as instituições hospitalares. Para já, os doentes que necessitam dos equipamentos do centro de hemodinâmica são transportados quer para Braga "ou, quando o serviço de Braga não pode, porque está congestionado, para Vila Nova de Gaia", referia Domingos Bragança em novembro.

O Edil referiu que com a alteração da rede de referenciação o Minho pode ter Braga, Guimarães e Viana do Castelo como hospitais que prestam este tipo de serviços. "Confio nas palavras que me são dadas", alertou. "Espero a todo o momento a ordem do Ministério [da Saúde] para a entrada em funcionamento. Está tudo prontinho. Perdemos dois anos de funcionamento".

"Parece que é desta"

A informação dada por Domingos Bragança surgiu após interpelação da vereadora Vânia Dias da Silva. A centrista questionou o executivo acerca do atraso de uma obra "concluída em 2018". Na sequência de uma moção que constava na reunião de câmara desta quinta-feira pela "Autorização da Abertura da Unidade de Hemodinâmica do Hospital Senhora da Oliveira de Guimarães".

"Parece que é desta, diz o presidente. Queremos acreditar que sim, ouvimos em 2021, agora ao raiar do ano o presidente anuncia" que está por breve, frisou a centrista, que teceu críticas à tutela: "Parece que a senhora ministra [Marta Temido] tem andado a empatar".

Concluída em 2018, a unidade em causa custou cerca de dois milhões de euros, angariados pela Liga dos Amigos do Serviço de Cardiologia do Hospital Senhora da Oliveira, e a justificação inicial da Administração Regional de Saúde do Norte para impedir a abertura da unidade foi a de que Guimarães estava de fora da rede de referenciação para os serviços de hemodinâmica do país.

Domingos Bragança anunciou a 24 de fevereiro de 2020 que o Ministério da Saúde lhe prometera alterar a rede de referenciação para incluir o Hospital Senhora da Oliveira, mas a unidade de hemodinâmica continua sem a licença de utilização necessária para abrir.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #38