skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
13 julho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

César com “expetativa positiva”, mas “meta alta pode ser contraproducente”

Redação
Desporto \ quarta-feira, julho 03, 2024
© Direitos reservados
Treinador do Moreirense FC espera que o plantel "não mexa muito" até ao final do mercado. Quer aproveitar o que de bom foi feito no ano passado, acrescentando o seu cunho pessoal.

As portas da Vila Desportiva do Moreirense FC abriram-se à comunicação social na manhã desta quarta-feira para um treino aberto em que foi possível tomar ao pulso ao plantel de César Peixoto. “De regresso com expetativa positiva”, o treinador falou pela primeira vez como técnico dos cónegos.  

“Vou encontrar um bom grupo de trabalho, que transita com muitos jogadores da época passada para este, o que é bom. Antevejo uma época difícil, porque dá para perceber que todas as equipas se estão a reforçar, mas também temos o nosso valor e vamos fazer o melhor possível para alcançar os objetivos”, começou por dizer.

Depois de uma temporada em que o Moreirense FC ficou no sexto lugar, estabelecendo um novo máximo pontual no clube, reconhece que pode haver mais pressão, até porque o ano passado os cónegos estavam de regresso ao convívio com os grandes, mas alerta para o perigo de estabelecer metas demasiado altas.

“Tem de ser uma pressão positiva. Uma equipa como o Moreirense não anda todos os anos a lutar pelo sexto lugar, mas a ideia é tentar fazer mais e melhor. Criar esta meta tão alta pode ser contraproducente para uma equipa que fez uma época fantástica. É uma nova época e um novo contexto”, vincou.

Em relação ao trabalho de campo, César Peixoto diz que tentará aproveitar o que foi bem feito, acrescentando o seu cunho pessoal ao processo de jogo. “Tenho de pegar naquilo que é positivo e aplicar o meu cunho pessoal. Seria estúpido da minha parte não aproveitar o que de bom foi feito na época passada. O Rui fez um excelente trabalho, estamos aqui para construir o presente e o futuro”, atirou o treinador.

Ciente de que o grupo de trabalho ainda vai sofrer mudanças, tendo inclusivamente jogadores à experiência, o treinador do Moreirense FC espera que “que não mexa muito”. “Vai haver saídas e entradas, com certeza. Há gente que veio emprestada para ver no campo. Tomaremos as decisões”, concluiu.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73