skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 maio 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Cidade acolhe passeio ciclável para alertar que são precisas “ruas seguras”

Redação
Sociedade \ domingo, maio 08, 2022
© Direitos reservados
Designada Kidical Mass, a iniciativa originada na Alemanha decorre na próxima manhã de domingo, como alerta de a “mobilidade” requer “segurança”, principalmente as crianças.

Algumas das ruas de Guimarães vão acolher, na manhã de 15 de maio, um domingo, o Kidical Mass, um passeio de bicicleta que serve também de alerta para a “necessidade de ruas seguras para as crianças e consequentemente para todos”. “Continua na ordem do dia a luta pelo direito a poder usar-se a rua em segurança com formas de mobilidade suave por todos nós”, lê-se no comunicado da Associação Vimaranense para a Ecologia (AVE), uma das entidades organizadoras do passeio em Guimarães, a par da empresa de mobilidade GetGreen, responsável, em Guimarães, pelo projeto EducaBicla.

Criado na Alemanha, o Kidical Mass de Guimarães, um dos 21 que se vai realizar por Portugal nos fins de semana de 14 e 15 de maio, bem como de 21 e 22 de maio, arranca às 10h00 da Escola D. Afonso Henriques, na rua Alberto Vieira Braga, e deve terminar às 12h30, na Alameda de São Dâmaso. A AVE refere até que já “havia outras atividades dentro do espírito agendadas para o fim de semana”, pelo que foi possível “juntar esforços” com o Agrupamento de Escolas Santos Simões e com o Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques para o passeio.

A AVE refere ainda que o evento não está coberto por seguro, sendo os “riscos assumidos por cada aderente”, lê-se no sítio da Kidical Mass Portugal. Essa plataforma descreve-se como “um movimento global para incentivar crianças e adultos a usarem modos ativos (bicicleta, caminhar, skate) nas suas deslocações diárias, exigindo a melhoria da infraestrutura ciclável e a pacificação das ruas, principalmente nas envolventes escolares”.

Entre as reivindicações, contam-se as “envolventes escolares seguras e livres de poluição do ar, ruído e tráfego motorizado de atravessamento”, as “rotas seguras para as escolas”, o “limite de 30 quilómetros por hora nas localidades e ruas com pessoas”, “ciclovias largas, contínuas e com cruzamentos seguros em estradas principais”, “mais espaço público dedicado à mobilidade ativa”, bem como “para estar ou brincar”.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #28