skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Cidade Natal ilumina-se a 01 de dezembro para um mês de mercado e animação

Tiago Mendes Dias
Cultura \ quinta-feira, novembro 16, 2023
© Direitos reservados
A Casa do Pai Natal e o mercado de Natal abrem-se e a árvore liga-se nesse dia. Até 07 de janeiro, dezenas de atividades ocupam a cidade, entre concertos, teatro de fantoches e animação de rua.

Como é hábito, o programa de Natal em Guimarães começa no dia 01 de dezembro, depois do Cortejo do Pinheiro, que marca o arranque das Festas Nicolinas, a 29 de novembro. O momento em que a árvore de Natal se acende reuniu uma multidão no ano passado e está, neste ano, marcado para as 17h45. Essa árvore, referiu Paulo Lopes Silva, vereador da Câmara Municipal de Guimarães para a cultura e para o turismo, está preparada para a noite, mas também para o dia, revestida a verde, com materiais sustentáveis.

A cerimónia promete coroar a abertura da edição 2023 da Guimarães, Cidade Natal, marcado ainda pela abertura da Casa do Pai Natal, que terá uma nova estrutura neste ano, às 18h00, e pela abertura do Mercado de Natal, no Largo Condessa do Juncal, às 18h15, pelo conjunto Musiminho. Neste ano, o mercado desdobra-se em duas partes, com uma ligação coberta entre elas.

“Teremos uma segunda parte de área coberta. No ano passado, foi totalmente coberta, com ligação coberta entre as duas tendas, com Mercado de Natal e uma nova zona de animação. Teremos uma tenda coberta dedicada à animação musical, teatral e circense. E também há animação de rua”, adiantou o vereador em conferência de imprensa nos Paços do Concelho. Paulo Lopes Silva enalteceu ainda o maior número de candidaturas ao mercado alusivas a produtos de Natal.

O dia inaugural arranca às 15h30, com “À procura da magia da Guimarães Cidade Natal”, uma iniciativa de animação de rua pensada especialmente para crianças, e prossegue com a música do “Street Gospel Choir”, na Toural, às 17h30. O Art’Brass Quintet encerra a programação da abertura, com “A Christmas Day”, num dia que inclui ainda o teatro de rua “Sr. Pinheiro” e outro momento musical “Christmas Friends”.

Esse é o ponto de partida para um dezembro repleto de animação musical, circense e teatral nos mercados de Natal, nas ruas da cidade e na Biblioteca Municipal Raul Brandão, com ateliês, teatro de fantoches e hora do conto no edifício central, em frente ao edifício dos Paços do Concelho, e nos polos de Caldas das Taipas, Pevidém e Lordelo.

Os concertos também marcam a programação de Natal em Guimarães, com o Quarteto de Cordas de Guimarães a atuar nos Espaços Criativos de Brito, ao abrigo do ExcentriCidade, sábado pelas 21h30, a mesma hora em que Sofia Escobar dá o seu concerto solidário na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, com vista à requalificação da capela. O Quarteto de Cordas de Guimarães volta a atuar no domingo, 10, na Igreja da Misericórdia, enquanto a Banda Musical de Pevidém e o Coro da Academia Comendador Albano Coelho Lima atua na Igreja de São Francisco no dia 16, um sábado, a partir das 21h30. Esse é também o palco para os Jovens Cantores do Conservatório de Guimarães, no dia 17, às 17h00. Já a Igreja de São Domingos acolhe a Orquestra de Cordas do Conservatório de Guimarães, no dia 23, às 21h30.

O principal momento da programação musical é, como habitual, o Concerto de Ano Novo da Orquestra de Guimarães às 17h00 no Centro Cultural Vila Flor, desta feita com a participação da Academia de Bailado de Guimarães. A festa de passagem do ano vai acontecer de novo no Toural, direcionada para um público mais jovem, com a Câmara a explicar posteriormente os moldes.

Paulo Lopes Silva destacou que Guimarães tem ganhado relevo entre os programas de Natal das várias cidades portuguesas, tendo já aparecido nas listas das cidades a visitar no Natal, e referiu que o orçamento global é de 300 mil euros, incluindo a iluminação, a animação cenográfica e os concertos, incluindo o apoio ao concerto de Sofia Escobar, que vai ser deliberado em reunião de Câmara.

Já Domingos Bragança, presidente da Câmara, realçou que a programação pode ser complementada com as iniciativas da Associação do Comércio Tradicional de Guimarães e da Associação Vimaranense de Hotelaria, com a autarquia disponível para “todas as pontes necessárias” com restauração, hotelaria e comércio de rua.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73