skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Agora evento CIOFF, Fest’ In Folk acolhe 300 participantes de sete países

Redação
Cultura \ terça-feira, agosto 01, 2023
© Direitos reservados
Primeira edição do festival organizado pelo Grupo Folclórico da Corredoura desde o reconhecimento decorre de 07 até 13 de agosto, com música, oficinas de dança e paradas na cidade.

Entre 07 e 13 de agosto, Guimarães é palco do único festival com certificado CIOFF (Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore) no território: o Fest in’Folk Corredoura, organizado pelo Grupo Folclórico da Corredoura, com mais de 300 participantes de sete países: Burundi, Canada, Geórgia, Perú, Polónia e Venezuela, além de Portugal.

A propósito de um evento que inclui três galas, entre 11 e 13 de agosto, oficinas de dança, paradas, a composição de uma orquestra e uma celebração ecuménica na Basílica de São Torcato, no último dia, o presidente do grupo folclórico, Henrique Macedo, vincou “muita satisfação” por um evento que voltará a animar Guimarães.

Vereador da Câmara Municipal de Guimarães para a cultura, Paulo Lopes Silva destacou que o Fest’ In Folk é uma “celebração da cultura popular”, com “capacidade de atração de várias culturas, de vários países diferentes e de as cruzar entre si”. “Guimarães tem investido neste desígnio de ser uma cidade cultural, que se pode afirmar pela transmissão dos valores fundamentais da humanidade através da cultura e das diferentes atividades e manifestações culturais que o território tem”, disse.

O responsável vincou também o impacto turístico no concelho, que ajuda a consolidá-lo e a promover a internacionalização da sua imagem por África, América Central, América do Norte e Europa Oriental. Paulo Lopes Silva considera ainda que também os que visitam Guimarães durante este período “têm possibilidade de se cruzar com um evento de grande nível cultural, musicalmente diverso, e com uma grande exigência na qualidade”.

Alberto Martins, presidente da Junta de Freguesia de S. Torcato, referiu-se ao Grupo Folclórico da Corredoura como uma instituição capaz de “verter além-fronteiras toda a sua qualidade e capacidade de produzir um evento desta grandeza”. Para Alberto Martins, a certificação do CIOFF é uma conquista à paz, referindo-se à capacidade de criação de laços internacionais do festival. 

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73