skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
01 dezembro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Coelima: Os Verdes querem a ACT a "assumir um papel interventivo"

Pedro C. Esteves
Política \ sábado, abril 17, 2021
© Direitos reservados
Partido Ecologista Os Verdes pede intervenção da Autoridade para as Condições do Trabalho para assegurar que não existe pressão junto dos trabalhadores para alterarem o quadro remuneratório.

A deputada Mariana Silva, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta, questionando o Governo através do  Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e do Ministério de Estado da Economia e da Transição Digital, sobre a informação da empresa Coelima aos seus trabalhadores da decisão de avançar com um pedido de insolvência, alegando que os impactos da pandemia Covid-19 se traduziram em quebras de venda superiores a 60% e na insustentabilidade da tesouraria.

Entre as perguntas endereçadas, o Partido Ecologista Os Verdes (PEV) pergunta se o Governo tem conhecimento da situação que afeta a empresa Coelima e se está previsto algum apoio específico que permita evitar o encerramento da empresa.

"A empresa Coelima com quase um século, existente desde 1922, e situada em Pevidém, constitui uma das empresas do setor têxtil-lar referência na sua área e garante 250 postos de trabalho diretos na região. Os trabalhadores da empresa têm uma média de idades de 51 anos e 27 anos de antiguidade", indica um comunicado enviado às redações.

Na mesma nota informativa, Os Verdes dizem-se preocupados "com a ameaça que pende sobre a continuidade de uma empresa praticamente centenária", um "importante empregador da região que resistiu às inúmeras pressões sobre o setor ao longo das últimas décadas."

"Importa assim garantir que, no caso concreto da Coelima, a Autoridade para as Condições do Trabalho assuma um papel interventivo e de acompanhamento destes trabalhadores com vista a verificar que desta situação não resultam pressões junto dos trabalhadores para alterações ao quadro remuneratório e/ ou perda de direitos", ressalva o partido.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #38