skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
22 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

“Com pés e cabeça em Guimarães”, Paulo Lopes Silva quer “unir o PS”

Bruno José Ferreira
Política \ sábado, abril 06, 2024
© Direitos reservados
Vereador apresentou candidatura à concelhia. "Unir" o partido, substituindo "o eu pelo nós" é a missão, já a pensar nas autárquicas de 2025. José João Torrinha é o coordenador da moção de candidatura.

“Com os pés e a cabeça em Guimarães e com disponibilidade para se centrar em Guimarães”, Paulo Lopes Silva, atual vereador municipal, apresentou esta sexta-feira a sua candidatura à comissão política concelhia de Guimarães do Partido Socialista num São Mamede – Centro de Artes e Espetáculos repleto.

Contando com o apoio de vários históricos do PS, entre os quais ex-presidentes da Câmara Municipal de Guimarães, ex-vereadores, atuais e ex-presidentes de junta, as vereadoras Sofia Ferreira e Paula Oliveira, entre outros, Paulo Lopes Silva tem o presidente da assembleia municipal, José João Torrinha, como coordenador da moção de candidatura.

Na sua intervenção, o candidato apontou como grande pilar da sua candidatura “unir o partido e renovar o compromisso com os vimaranenses”, admitindo haver “sinais externos de desunião”. É nesse sentido que o vereador pretende “trocar o eu pelo nós”, apontando baterias às eleições autárquicas de 2025.

Ir para o terreno preparar a candidatura socialista nas 48 freguesias vimaranenses, algo que considera que não está a ser feito, é algo prioritário, reforçando, entre outros objetivos para a concelhia, que “não pode haver o PS do partido e o PS da câmara”.

Paulo Lopes Silva pretende “dar sequência ao legado socialista ao longo destes anos”. vencendo as autárquicas com “maioria”. “Este projeto quer unir o PS em Guimarães e construir 2025 com os pés e cabeça em Guimarães, construindo com todos e rasgando horizontes”, disse.

José João Torrinha, um dos oradores, referiu-se a Paulo Lopes Silva como “a pessoa certa na hora certa”, considerando que “a sua juventude não é uma desvantagem, mas sim o contrário” num partido que precisa de penetrar nos estratos mais jovens da sociedade.

Na apresentação de Paulo Lopes Silva também Adelaide Silva, presidente da Junta de Freguesia de Ronfe, apresentou a sua candidatura às Mulheres Socialistas com “espírito de missão”, dizendo ter o apoio de Domingos Bragança e todo o executivo municipal.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73