skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
13 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Com “sentido de missão”, Rui Cunha quer ajudar grupo a atingir recorde

Tiago Mendes Dias
Desporto \ sexta-feira, maio 17, 2024
© Direitos reservados
Ciente de que não assume a nau vitoriana no “cenário ideal”, técnico diz ter “muita fé” em concretizar o recorde de 63 pontos em Arouca, premiando um grupo que foi superando as dificuldades.

De todo inesperado, o desafio foi lançado a Rui Cunha logo que confirmada a saída de Álvaro Pacheco do comando técnico vitoriano. O técnico de 31 anos assumiu o comando do plantel do Vitória SC desde quarta‐feira, como “trabalhador que faz parte da estrutura do clube”, apostado em empurrar os jogadores para um objetivo que perseguem há algum tempo: o do recorde de 63 pontos no principal campeonato português.

“Com sentido de missão, vou liderar o grupo para chegarmos a Arouca e conquistarmos os três pontos. É um objetivo dos jogadores há algum tempo baterem o recorde de pontos. Tenho muita fé que se vai concretizar em Arouca. Sinto o grupo bem. Aproveito para dizer que é um grupo que passou por muitas dificuldades ao longo da época, pela saída de três treinadores”, realçou o treinador, na antevisão ao desafio com o Arouca, referente à 34.ª e última jornada da Liga Portugal Betclic, marcado para as 15h30 de sábado, na vila da Serra da Freita.

Grato para com o empenho e o trabalho desenvolvido por Álvaro Pacheco, apesar de não querer comentar o processo que conduziu à sua saída, Rui Cunha vincou que é diferente trabalhar como membro da equipa técnica e como timoneiro. “A pressão não é a mesma. A forma de estar no treino não é a mesma”, diz o responsável, até agora adjunto da equipa principal desde que Moreno a assumiu, em 2022/23.

Apesar de o Arouca ter a situação definida na tabela, com o sétimo lugar fechado, Rui Cunha alertou que os lobos da serra são “uma das equipas mais versáteis” do campeonato a atacar. “Consegue levar muita gente para a construção ofensiva, com jogadores como o Sylla, como o Jason. Preparamos os jogadores da melhor forma que conseguimos nestes três dias. Sinto o grupo focado e preparado para todos os cenários”, vincou.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73