skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
20 julho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Como se parece Guimarães a partir do espaço? Esta exposição vai-nos mostrar

Redação
Ciência & Tecnologia \ sexta-feira, março 11, 2022
© Direitos reservados
Os vimaranenses vão poder ver de perto como Guimarães se parece do espaço. Em Portugal, a exposição conta com o apoio do Município. É organizada pela Agência Espacial Portuguesa.

À boleia das imagens captadas pelos satélites GEOSAT-2, da portuguesa Geosat, e Pléiades, do Centre National d'Études Spatiales (CNES), a exposição “As costas francesa e portuguesa sob o olhar dos satélites” permite uma viagem por 22 pontos geográficos. Entre eles, Guimarães. A cidade berço recebe, inclusive, a exposição no âmbito da Temporada Cruzada Portugal-França 2022.

A exposição será inaugurada na cidade vimaranense na próxima segunda-feira, dia 14 de março. Os 22 painéis com imagens de satélite estarão expostos ao ar livre, na Plataforma das Artes e da Criatividade, até ao dia 10 de maio. Pelo meio, a 4 de abril, Bordéus fará a inauguração da mesma exposição, cumprindo o propósito da Temporada Cruzada: uma troca cultural e científica contínua e recíproca entre Portugal e França. A organização da exposição está a cargo da Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space e do Centre National d'Études Spatiales - CNES. Em Portugal, a exposição conta com o apoio do Município de Guimarães.

Os vimaranenses vão poder ver, de perto, a beleza e peculiaridade de locais como Peniche, Aveiro, Mont Saint-Michel ou La Camargue - e, claro, Guimarães.

“Para a Agência Espacial Portuguesa, faz todo o sentido abraçar esta iniciativa em articulação com o CNES. A aposta nas potencialidades dos serviços de observação da Terra é crítica na estratégia Portugal Espaço 2030: queremos promover a utilização de dados de observação da Terra por parte de empresas e investigadores portugueses para que, assim, se criem as circunstâncias necessárias para o desenvolvimento de aplicações que estejam ao serviço da sociedade”, explica o presidente da Agência Espacial Portuguesa, Ricardo Conde.

Já a gestora dos projetos educativos da Agência Espacial Portuguesa, Marta Gonçalves, nota que os dados e as imagens de satélite permitem, também, “estudar o impacto das ações humanas e das alterações climáticas no meio ambiente”. Marta Gonçalves, responsável pelos projetos da Portugal Space ligados à Temporada Cruzada, explica que “nesta exposição cada painel contém, além da imagem, um pequeno texto descritivo e explicativo sobre o local em questão. Para isso, contamos com a ajuda de investigadores de várias universidades e centros de investigação portugueses, que escreveram sobre os desafios que aquelas paisagens enfrentam”, acrescenta.

A exposição “As costas francesa e portuguesa sob o olhar dos satélites” é um dos projetos conjuntos da Portugal Space e do CNES ao longo desta temporada, que se estende até outubro de 2022. Recentemente, as duas agências espaciais inauguraram o percurso do Spatiobus, um autocarro que, até 25 de Março, leva o Espaço a oito cidades do interior português.

©GEOSAT

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73