skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
14 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Corporação vimaranense faz convite: ser bombeiro é "ser herói na vida real"

Redação
Sociedade \ quarta-feira, julho 13, 2022
© Direitos reservados
Bombeiros Voluntários de Guimarães estão a recrutar jovens para integrar escola de bombeiros. “Tu podes ser o herói ou a heroína desta história” é o mote.

Os Bombeiros de Guimarães vão lançar, no dia 13 de julho, uma nova campanha para angariar jovens voluntários para as suas fileiras. A corporação convida todos os jovens com idades entre os 18 e os 45 anos a ingressar na próxima escola de bombeiros, que vai decorrer a partir do próximo mês de setembro.

A nova campanha dos Bombeiros Voluntários de Guimarães tem como mote a frase: “Tu podes ser o herói ou a heroína desta história”. Todos os que quiserem "abraçar a carreira de bombeiro" podem inscrever-se através do telemóvel 918 739 609 e ingressar na próxima escola de formação.

"O nosso principal objetivo é mostrar que qualquer jovem pode ser um herói na vida real, ajudando a salvar vidas ou bens com a sua ação. Ser bombeiro é, de facto, uma heroica e nobre missão e está ao alcance de todos, não apenas de gente mais ou menos dotada, como muitas vezes se pode achar. Todos são muito bem-vindos à nossa família, para desempenharem tarefas extraordinárias e que fazem muita diferença na nossa sociedade", salienta João Pedro Castro.

O presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães acrescenta que ser bombeiro voluntário "pode ser também uma aposta no futuro, através de uma formação contínua e enriquecimento de competências, que abrem novas perspetivas profissionais aos jovens candidatos".

Para além dos suportes de comunicação que vão estar em vários locais da cidade e nas montras do comércio tradicional, a campanha vai também fazer-se nas redes sociais com o contributo de várias figuras públicas e personalidades vimaranenses.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73