skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
19 julho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Finalistas da CVE 2025 sabidas em junho. A 04 de outubro, há vencedora

Tiago Mendes Dias
Política \ quinta-feira, fevereiro 09, 2023
© Direitos reservados
Para se candidatar à distinção pela segunda vez, Guimarães tem de submeter toda a documentação até 30 de abril. Critérios de seleção reduzem-se de 12 para sete, agrupando-se temas de 2020.

A cidade eleita para Capital Verde Europeia (CVE) em 2025 conhecer-se-á a 04 de outubro de 2023, revelou esta quinta-feira Isabel Loureiro, coordenadora da Estrutura de Missão “Guimarães 2030: Ecossistema de Governança”, numa apresentação que precedeu a reunião do executivo municipal.

Quinta classificada entre as 12 cidades que se candidataram em 2020, Guimarães tem de submeter nova candidatura até 30 de abril. Depois de uma primeira avaliação, agendada para o período entre maio e junho, os territórios finalistas para a CVE 2025 serão conhecidos em junho.

Outra das novidades associadas à CVE 2025 é a da redução dos critérios de seleção. Os 12 referentes à candidatura de 2020 são agora sete: o ar; os resíduos e a economia circular; o ruído; a natureza e biodiversidade, áreas verdes e uso sustentável do solo; água; mitigação e performance energética; e ainda a “adaptação”. As categorias que desapareceram estão incorporadas nalguns dos outros temas.

“A mobilidade estará, por exemplo, incluída no ar e no ruído. A parte da governança deixa de ser indicador e passa a ser uma boa prática”, vincou Isabel Loureiro. “Primeiro estranhámos o formulário, mas depois entranhámo-lo”.

Na sequência da apresentação, Ricardo Araújo, um dos vereadores do PSD, reiterou o “compromisso” dos sociais-democratas com o objetivo de Guimarães CVE 2025 e reconheceu a “posição de liderança inequívoca” do presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, na colocação do ambiente como “prioridade política e desígnio para a Guimarães do futuro”.

“Para nós, não é uma temática de confronto partidário. Estou absolutamente convencido que, a par da liderança política, temos excelentes quadros técnicos que nos confortam. Isto não significa que esteja tudo bem em Guimarães na área do ambiente, mas há um compromisso total e o desejo que Guimarães seja merecedora do galardão e do título”, realçou.

O presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, expressou “gratidão” perante o apoio da oposição a nova candidatura à CVE.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73