skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
14 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

DESPORTO | Um Vitória B sem sumo para contrariar o destino

Redação
Desporto \ domingo, abril 16, 2023
© Direitos reservados
A equipa de Álvaro Madureira caminha a passos largos para o Campeonato de Portugal após mais uma derrota na Liga 3, ante o Canelas, num jogo em que esteve mais de uma hora em superioridade numérica.

 

Domingo, 16 de abril

 

Futebol (Liga 3 - Fase de manutenção Série 2): Canelas 1-0 Vitória B

Na deslocação a Vila Nova de Gaia, para defrontar o líder da série, a equipa B do Vitória jogou com mais um elemento desde o minuto 27, face à expulsão de Leo Araújo, mas, à exceção da vaga ofensiva do final da primeira parte, raramente ameaçou a igualdade. Ainda com 11 contra 11, o Canelas marcou o único golo do desafio aos 10 minutos: num lance em que os anfitriões tiveram tempo para tudo, Alex Tanque atirou para o fundo das redes na recarga a uma bola à trave. 

Em desvantagem, o Vitória adiantou-se no terreno, mas com escassas ideias para desequilibrar a retaguarda do Canelas. A bola circulou muito em torno da área, mas de forma quase sempre inconsequente. Após um final da primeira parte que parecia indiciar uma segunda metade mais assertiva, o Vitória B caiu de rendimento; ainda assim foi na metade complementar que desperdiçou a principal ocasião, por Felipe Estrella. 

Com três partidas por disputar, o Vitória B pode ver a descida selada na próxima jornada, caso perca na visita ao Anadia ou o Paredes vença o Canelas, independentemente do resultado que fizer na Bairrada. Os comandados ocupam o quarto e último lugar da série, com dois pontos. O Canelas é primeiro, com 16, o Paredes segundo, com nove, e o Anadia terceiro, com cinco.

 

Futebol (Campeonato de Portugal - Série A): Pevidém 1-0 Maria da Fonte

O Pevidém prolongou a boa fase na Série A do Campeonato de Portugal até à 26.ª e última jornada da prova, recebendo e vencendo o já despromovido Maria da Fonte por 1-0. 

Ao terminar a competição com três vitórias seguidas, a equipa de São Jorge de Selho confirmou o quarto lugar, com 43 pontos. 

 

Futebol (Campeonato de Portugal - Série A): Dumiense 2-1 Brito SC

Após uma fase intermédia em que se destacou, com sete triunfos e quatro empates entre a 10.ª e a 20.ª jornada, o Brito concluiu a Série A do Campeonato de Portugal numa trajetória descendente.

Nas últimas seis jornadas, venceu um jogo e perdeu cinco, entre os quais o da 26.ª e última jornada, frente ao Dumiense, por 2-1. O resultado permitiu à equipa bracarense segurar o oitavo lugar e a manutenção no quarto escalão nacional. Já o Brito manteve o sétimo posto, com 35 pontos.

 

Voleibol (Taça Federação feminina): Vitória SC 1-3 Benfica

Se o Vitória quiser atingir a final da Taça Federação, terá de repetir a fórmula da eliminatória com o Porto Vólei: vencer dois jogos fora de portas após uma derrota caseira a abrir. A equipa de Hélder Andrade perdeu por 3-1 com o Benfica no primeiro jogo das meias-finais da prova, que o treinador apelidou de "extremos" no final, em declarações à Vólei TV: as suas jogadoras oscilaram entre um voleibol refinado entre todos os capítulos, patente no segundo set, com a incapacidade em conterem os serviços e os ataques encarnados. 

Depois de perder o primeiro set por 25-17, o Vitória foi implacável no segundo set: após fixar uma vantagem de 8-2, assente no serviço de Shashiko Sanay, a equipa de Guimarães controlou sempre a distância para o Benfica, com serviços a criarem dificuldades na receção contrária e blocos eficientes a contrariarem o ataque das águias. 

O terceiro set parecia seguir o mesmo caminho: o Vitória abriu-o com um 5-0 a seu favor, mas a equipa de Lisboa reagiu paulatinamente até à igualdade a 12 pontos. Esse foi o ponto de viragem definitivo no encontro: o Benfica construiu, a partir daí, uma vantagem confortável no terceiro set, que terminou 20-25, e controlou por larga margem o quarto, fechando-o com a marca de 12-25. 

O segundo jogo da eliminatória está marcado para as 17h00 de 22 de abril, sábado, no pavilhão da Luz, em Lisboa.

 

 

Sábado, 15 de abril

 

Voleibol (Taça Federação masculina): Esmoriz 0-3 Vitória SC

O equilíbrio da eliminatória anterior com o Sporting de Espinho deu lugar à supremacia inquestionável deste sábado, adiantando o Vitória SC na final da Taça Federação. A equipa de João Santos venceu por 3-0, com parciais de 21-25, 22-25 e 22-25, no reduto do Esmoriz e dispõe agora, na pior das hipóteses, de duas oportunidades para fechar a eliminatória em casa. Se vencer o próximo encontro, marcado para as 17h00 de sábado, 22 de abril, a equipa de Guimarães vence a ronda.

Depois de um primeiro set sempre na frente, a equipa preta e branca distinguiu-se no segundo pela capacidade de acreditar que era possível vencer, mesmo em desvantagem: a perder por 18-12, os comandados de João Santos viraram a maré e triunfaram por 25-22. Essa recuperação embalou os vitorianos para um terceiro set que lideraram quase sempre com conforto: os homens de Guimarães estiveram a vencer por 20-12 antes de o Esmoriz recuperar na ponta final, mas sem qualquer efeito no destino do jogo.

 

Basquetebol (Liga Betclic masculina - Grupo B): Imortal 84-91 Vitória SC

A derrota com o Esgueira, no término da primeira volta da fase de despromoção da Liga Betclic, adensava as dúvidas sobre o acesso da equipa de Miguel Miranda ao play-off do título e até erguia, ao longe, a nuvem negra da descida de divisão, face à aproximação do CAB Madeira, quinto e penúltimo classificado do Grupo B. A resposta vitoriana na segunda volta tem sido, porém, inequívoca: três triunfos em três jogos, o último deles este sábado, no Algarve, frente ao Imortal (91-84). 

Depois do triunfo folgado sobre o CAB Madeira e da vitória apertada sobre o CD Póvoa, a equipa preta e branca tinha o desafio de manter a onda triunfal longe de casa, na costa algarvia. Os vitorianos encontraram dificuldades em Albufeira, estiveram toda a primeira parte em desvantagem, mas encontraram soluções para manter o rendimento ofensivo e fechar melhor os caminhos para o seu cesto; a reviravolta surgiu e o triunfo catapultou os pupilos de Miguel Miranda para a liderança isolada do Grupo B, com 44 pontos. 

Num encontro em que chegou ao intervalo a perder por 49-42, o Vitória reverteu a desvantagem no terceiro período e entrou para os últimos 10 minutos a vencer por 68-66. No quarto decisivo, a equipa de Miguel Miranda, mais eficaz nos lançamentos (56,5% contra 49,3%), cimentou a liderança no marcador. Destaque ao longo da época, Anthony Roberts foi o melhor marcador vitoriano com 27 pontos, tendo ainda somado sete ressaltos. Na próxima jornada, o Vitória desloca-se ao pavilhão do lanterna-vermelha Sangalhos.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73