skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

DESPORTO: Reviravolta fora de horas eleva Vitória B ao quinto lugar

Redação
Desporto \ domingo, janeiro 21, 2024
© Direitos reservados
Equipa de Tozé Mendes foi a única de Guimarães a sorrir nesta jornada do Campeonato de Portugal, com triunfo em Vila Meã por 2-1. Na Série A, o Brito perdeu com o líder e o Sandinenses empatou.

O final foi frenético e feliz para a equipa do Vitória B na deslocação a Vila Meã: o nulo manteve-se até aos 90+3 minutos, quando os anfitriões se adiantaram no marcador, por Júlio Alves, mas, oito minutos volvidos, o marcador indicava um 2-1 favorável aos jovens de Guimarães, com um bis de Martim Alberto a fazer a diferença. 

A equipa de Tozé Mendes ascendeu ao quinto lugar da Série B do Campeonato de Portugal, numa tarde em que o Brito perdeu e o Sandinenses empatou, para a Série A.

No voleibol, a equipa feminina do Vitória recebeu e venceu o Sporting de Braga por 3-0.

 

DOMINGO, 21 DE JANEIRO

Futebol: Campeonato de Portugal (Série A - 16.ª jornada)
Ribeirão 0-0 Os Sandinenses
Camacha 3-2 Brito

No segundo de seis jogos consecutivos fora de portas, o Brito conheceu um desfecho ingrato: a equipa treinada por André Anastácio viu-se a perder por 2-0 aos sete minutos, com um bis de Gonçalo Fraga, mas reagiu ainda na primeira parte, igualando o marcador num intervalo de dois minutos: Roger reduziu de penálti, aos 33, e igualou aos 34. O golo decisivo dos madeirenses deu-se aos 90+9 minutos, por Prince.

Já o Sandinenses voltou a pontuar, com um nulo no Estádio do Passal, frente ao Ribeirão, num jogo em que a equipa treinada por Júnior Santos foi incapaz de aproveitar a inferioridade numérica dos anfitriões, reduzidos a nove unidades desde os 66 minutos.

Os azuis de São Martinho de Sande permanecem no oitavo lugar, com 20 pontos, enquanto o Brito é nono, com 18.

 

Futebol: Campeonato de Portugal (Série A - 16.ª jornada)
Vila Meã 1-2 Vitória B

O enredo deste encontro disputado em Vila Meã, no concelho de Amarante, pode-se resumir aos minutos para lá dos 90. A equipa de Tozé Mendes viu-se a perder aos 90+3 minutos, face ao golo de Júlio Alves, mas igualou dois minutos volvidos, aos 90+5, por Martim Alberto, na cobrança de uma grande penalidade. Já depois da expulsão de um jogador do Vila Meã, os vitorianos consumaram a reviravolta, com Martim Alberto a bisar. 

Formação preta e branca ocupa agora o quinto lugar, com 24 pontos após 16 jornadas, a oito do segundo classificado, São João de Ver, no último lugar de acesso à fase de subida. No próximo fim de semana, o Vitória B recebe o líder Amarante. 

 

Voleibol: Liga LIDL (Série dos Primeiros - 4.ª jornada)
Vitória SC 3-0 Sp. Braga

A equipa treinada por Hélder Andrade ainda tremeu no final do primeiro set, quando o Sporting de Braga anulou uma desvantagem de seis pontos e passou mesmo para a frente (22-21), mas, nessa fase decisiva, Maiara Moreira chamou a si o protagonismo, com dois remates certeiros e dois serviços difíceis de receber para as bracarenses que lançaram o Vitória para um parcial favorável de 25-23. 

Essa vantagem foi o mote para um resto de encontro bem mais tranquilo para as cores preta e branca. No segundo set, o Vitória alargou gradualmente o fosso para o adversário até aos 9-5, mas as arsenalistas recusaram baixar os braços e encurtaram essa margem até aos 17-16. A vencer por um ponto, Hélder Andrade pediu desconto de tempo, o tónico para um reatamento em que o acerto de Jéssica Miranda no ataque impulsionou a equipa de Guimarães para um triunfo confortável.

O terceiro set foi ainda mais desnivelado, com a equipa vitoriana a dominar todos os capítulos do jogo até ao 24-16. Num último forcing, o Sporting de Braga ainda somou quatro pontos seguidos antes de o Vitória encerrar o duelo e de chegar aos 10 pontos. No próximo fim de semana, a equipa de Hélder Andrade visita o quarto classificado Sporting, num domingo.

 

SÁBADO, 20 DE JANEIRO

Futebol: Campeonato de Portugal (Série A - Jornada 16)
Pevidém 0-0 Vila Real

Melhor defesa da primeira volta, o Pevidém voltou a encontrar forma de tapar os caminhos da sua baliza, mas foi incapaz de desfazer o nulo no marcador, este sábado, perante o 11.º classificado da tabela.

Derrotado nas duas primeiras jornadas da segunda volta, com cinco golos sofridos e sem qualquer marcado, o conjunto de André Brito viu o jejum ofensivo prolongado numa tarde de regresso ao Campo Albano Martins Coelho Lima.

Os cavaleiros de São Jorge mantêm-se no segundo lugar, agora com 26 pontos, mas correm o risco de ser igualados pelo Tirsense e pelo Montalegre, que jogam este domingo, ambos em casa: os leões de Santo Tirso recebem o Mirandela e o Montalegre acolhe o dérbi concelhio com o Vilar de Perdizes.

 

Voleibol: Taça de Portugal feminina (Oitavos de final)
Ginásio Vilacondense 0-3 Vitória SC

Finalista da Taça de Portugal na época 2021/22, o Vitória de Guimarães apurou-se para os quartos de final da edição feminina de 2023/24, após derrotar o Ginásio Vilacondense pela margem máxima.

Em Vila do Conde, a equipa treinada por Hélder Andrade apenas sentiu alguma réplica adversária até à igualdade a 15 pontos no primeiro set. A partir daí, as vitorianas dominaram todos os capítulos do jogo e selaram o triunfo com parciais de 18-25, 10-25 e 15-25.

 

Voleibol: Liga Una Seguros (Série dos Primeiros - 4.ª jornada)
Vitória SC 0-3 VC Viana

Sem Manuel Figueiredo, titular como Zona 4 na primeira fase, a equipa de Nuno Pereira continua longe do nível exibido na fase inicial da época. Depois de ter vencido dois sets no primeiro encontro da Série dos Primeiros, onde viria a sofrer uma reviravolta perante o Leixões, o Vitória não venceu mais nenhum set. Após os desaires nas receções ao Benfica e ao Sporting, os principais candidatos ao título, o conjunto de Guimarães perdeu pela margem máxima na receção ao VC Viana, com parciais de 21-25, 22-25 e 23-25.

Os três sets contam uma história parecida: muito equilíbrio entre as formações, com o Vitória a claudicar na reta final. O Vitória é agora sétimo classificado entre oito equipas, com sete pontos após quatro jogos. No próximo sábado, a equipa de Guimarães desloca-se aos Açores para defrontar a Fonte do Bastardo.

 

Polo Aquático: Divisão A1 masculina (1.ª Fase - 8.ª jornada
Paredes 13-15 Vitória SC

Desta feita, o Vitória passou o duro teste de Paredes e continua no encalço do líder Fluvial. Numa piscina onde foi derrotado por duas vezes na época transata - na abertura do campeonato e nos quartos de final da Taça de Portugal -, a equipa de Vítor Macedo esteve quase sempre em desvantagem no segundo período e no início do terceiro antes de retomar a dianteira do encontro a 04.49 minutos da última pausa, com um golo de João Costa a fazer o 10-9. Esse momento foi a rampa de lançamento para um parcial de quatro golos sem resposta e para o triunfo. 

A vencer por 13-9 à partida para o derradeiro quarto, o Vitória geriu a diferença, mesmo com o Paredes a recusar baixar os braços e a encurtar a diferença nos três minutos finais. Segundo classificado após oito jornadas, o conjunto de Guimarães desloca-se ao Porto no próximo fim de semana: vai defrontar o líder com o intuito de responder à derrota por 12-10 na primeira volta e de assumir o topo da tabela.

 

Basquetebol: Liga Betclic masculina (Fase regular - Jornada 13)
Vitória SC 91-71 Benfica

O Vitória ostentava uma vantagem de oito pontos sobre o Benfica, semelhante à que levou para o intervalo, quando fecha o terceiro período com um parcial de 8-0. Autores de uma exibição praticamente imaculada, os jogadores de Miguel Miranda entraram no derradeiro quarto a vencer por 63-47 e cimentaram essa diferença até à última buzina.

A formação vitoriana triunfou por 91-71, fazendo lembrar algumas das suas melhores épocas, e subiu provisoriamente ao quarto posto da Liga Betclic masculina, com 20 pontos, fruto de sete vitórias e seis derrotas. A equipa preta e branca esteve, aliás, praticamente todo o jogo na frente, tendo concluído o primeiro período a vencer por 19-18 e chegado ao intervalo a vencer por 41-33.

O norte-americano Cornelius Hudson foi a figura maior da partida, com um duplo-duplo - 32 pontos e 11 ressaltos -, sobressaindo num Vitória que foi muito melhor do que o Benfica no tiro exterior - marcou 15 dos 39 lançamentos de três pontos (38,5% de eficácia), enquanto as águias ficaram-se por três concretizações em 25 tentativas (12%).

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73