skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
25 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

DESPORTO: Vitória faz da sua casa um castelo rumo à final da Taça Federação

Redação
Desporto \ domingo, abril 28, 2024
© Direitos reservados
Depois de perder em Lisboa, a equipa de Hélder Andrade venceu os dois jogos em casa com o Sporting, o de domingo por 3‐1, e vai defrontar Benfica na final, com fator casa do seu lado. Pevidém perdeu.

Apenas incapaz de derrotar o PV2014/Colégio Efanor na condição de visitado, o Vitória SC voltou a fazer do Pavilhão Desportivo Unidade Vimaranense um dos seus principais trunfos durante este fim de semana, invertendo a eliminatória com o Sporting rumo à final da Taça Federação. Depois de perder em Lisboa no dia 25 de Abril, por 3-2, e de igualar as meias-finais no sábado, com um triunfo pelos mesmos números, a equipa de Hélder Andrade foi mais categórica no terceiro e decisivo jogo, derrotando as verde e brancas por 3-1, com parciais de 25-22, 25-15, 20-25 e 25-23. O Benfica é o adversário na final da Taça Federação.

No futebol, o Pevidém SC perdeu na receção ao São João de Ver, por 3-2, para a segunda jornada da Série A da fase de subida do Campeonato de Portugal e atrasou-se na corrida à Liga 3. Na próxima ronda, os cavaleiros de São Jorge visitam a AD Limianos.

 

DOMINGO, 28 DE ABRIL

Voleibol: Liga LIDL (Taça Federação ‐ Jogo 3 Meias‐Finais)
Vitória SC 3-1 Sporting

Com a eliminatória igualada à partida para o jogo deste domingo, era tudo ou nada: ou o Vitória triunfava e apurava-se para a final da Taça Federação ou perdia e terminava a época. A primeira hipótese prevaleceu, num encontro em que as jogadoras treinadas por Hélder Andrade precisaram de algum tempo para atingirem o melhor nível nos três primeiros sets.

Nos dois primeiros, as vitorianas contornaram as dificuldades e impuseram-se à formação de Alvalade: estiveram a perder por 14-11 no primeiro antes de virarem o marcador a seu favor rumo aos 20-16, gerindo a vantagem a partir daí; no segundo set, a reviravolta foi ainda mais categórica, com a a equipa a anular a desvantagem de 8-3 rumo ao empate a 12 pontos. Nesse momento, o Vitória carimbou uma série de sete pontos consecutivos, fechando as contas a seu favor. Só no terceiro set foi impossível essa reversão: a equipa preta e branca até anulou nova desvantagem de 8-3 e esteve a vencer por 14-13, mas foi incapaz de prolongar a recuperação. 

O quarto set foi diferente: o Vitória protagonizou uma entrada demolidora, esteve a vencer por 8-2 e, depois, controlou a reação leonina. A formação lisboeta ainda encurtou a desvantagem até aos 22-21. A partir daí, porém, o Vitória não concedeu mais veleidades e fechou o encontro, assegurando a final da Taça Federação.

 

Futebol: Campeonato de Portugal (Fase de Subida - Série A)
Pevidém 2-3 São João de Ver

O Pevidém vê agora o regresso à Liga 3 mais longe após a derrota caseira deste domingo à tarde com o São João de Ver. A equipa vimaranense perdeu face ao golo de Rafael Tavares, aos 89 minutos, depois de ter recuperado da desvantagem de 2-0 que se verificava aos 25 minutos, após os golos de Daniel Santos e André Claro.

O defesa central Luís Pedro reduziu a diferença aos 31 minutos e João Marna igualou aos 54, mas os cavaleiros de São Jorge viram o ponto fugir-lhe nos instantes finais.

A equipa treinada por André Brito ocupa o quarto e último lugar da Série A da fase de subida, com um ponto após duas jornadas. Na próxima jornada, marcada para 05 de maio, um domingo, o Pevidém visita o Limianos, líder da poule, com quatro pontos.

 

SÁBADO, 27 DE ABRIL

Voleibol: Liga LIDL (Taça Federação ‐ Jogo 2 Meias‐Finais)
Vitória SC 3-2 Sporting

Vitória SC e Sporting proporcionaram mais um jogo eletrizante nas meias-finais da Taça Federação, que, desta feita, sorriu às vitorianas: a formação treinada por Hélder Andrade venceu por 3-2, com parciais de 25-21, 14-25, 25-22, 21-25 e 15-11.

Depois de uma ponta final de primeiro set em que inverteu uma desvantagem de 14-11, a equipa de Guimarães foi incapaz de inverter a desvantagem no segundo set, mas voltou a repetir o feito no terceiro. As jogadoras vitorianas começaram o set a perder por 5-0, recuperaram, estiveram novamente a perder por 18-15 e anularam nova desvantagem, antes de selarem o triunfo no set com três pontos seguidos.

O quarto set foi mais equilibrado, com o Sporting a fazer a diferença na reta final, mas a resposta do Vitória na negra foi categórica: a equipa da casa esteve sempre na frente e garantiu que decide, neste domingo, a partir das 18h30, o acesso à final com as verdes e brancas.

 

Voleibol: Liga Una Seguros (Taça Federação ‐ Meias-Finais Jogo 2)
Fonte do Bastardo 3-1 Vitória SC

A época do Vitória SC terminou na viagem deste sábado aos Açores. Após a derrota por 3-2 em casa, num jogo em que esteve a vencer por 2-0, o conjunto de Nuno Pereira ainda reagiu à desvantagem de 2-0, mas sem ímpeto suficiente para a reviravolta.

Os parciais de 25-21, 26-24, 20-25 e 25-20 espelham um duelo equilibrado em vários momentos, mas com a formação da Praia da Vitória, na ilha Terceira, a revelar-se quase sempre mais forte nos momentos cruciais.

 

Andebol: Campeonato Nacional 1 (Série de Manutenção ‐ Jornada 3)
FC Gaia 28-24 Vitória SC

O Vitória SC chegou ao intervalo na frente, mas o FC Gaia entrou mais forte na segunda parte e virou o resultado a seu favor na terceira jornada da fase de manutenção. A equipa preta e branca perdeu assim uma oportunidade para praticamente carimbar a permanência no escalão principal, apesar de se manter numa posição confortável rumo a esse objetivo.

Os vimaranenses venciam por 13-11 ao intervalo, após 30 minutos equilibrados, mas o FC Gaia rapidamente igualou após o reatamento, antes de operar a reviravolta e de cimentar a vantagem até ao final. O francês Vincent Maguy, com seis golos, foi o melhor marcador vitoriano, seguido por Mário Pereira, com cinco.

Primeiro classificado da Série C, com 26 pontos, o Vitória recebe o Vitória de Setúbal, último classificado, na próxima jornada. O duelo está marcado para as 15h00 de 04 de maio, sábado.

 

Futsal: Liga Placard (1.ª Fase ‐ 22.ª jornada)
CR Candoso 3-12 Leões de Porto Salvo

Depois de três épocas a lutar pela manutenção até à derradeira jornada, onde viria a ser feliz no seu lar, a equipa de São Martinho de Candoso fechou mais um campeonato em casa, mas desta feita com o seu destino há muito tempo selado. Sem qualquer ponto conquistado nas 21 jornadas anteriores, a equipa vimaranense entrou já despromovida na quadra para defrontar o Leões de Porto Salvo.

Como foi norma na temporada, a equipa de amarelo foi incapaz de equilibrar as operações e viu‐se a perder por 4‐0, antes de Rui Pereira encurtar a diferença aos 12 minutos. O jogador bisou aos 22, no arranque da segunda parte, quando a sua equipa perdia por 6‐1. No penúltimo minuto do encontro, João Teixeira selou o 12‐3, numa partida em que Mamadú Ture foi o melhor marcador, com cinco golos.

Sem qualquer ponto ao cabo de 22 jornadas, o CR Candoso terminou a prova com 24 golos marcados e 241 sofridos.

 

Basquetebol: Liga Betclic (1.ª Fase ‐ Jornada 22)
Vitória SC 77-94 UD Oliveirense

Após dois triunfos fora de portas, a equipa vitoriana regressou ao Pavilhão Desportivo Unidade Vimaranense para encerrar a fase regular da Liga Betclic masculina, com a classificação já definida. O parcial de 9‐0 a abrir o desafio empurrou a UD Oliveirense para um triunfo tranquilo, consolidado com o avanço do cronómetro.

Incapazes de corrigirem essa entrada em falso, a equipa de Guimarães terminou o primeiro período a perder por 30‐14, antes de equilibrar o duelo no segundo quarto, mas sem capacidade para inverter o sentido do jogo. Depois de chegar ao intervalo a perder por 51‐31, a formação vitoriana assistiu ao avolumar da vantagem da UD Oliveirense no terceiro quarto, para 77‐49, antes de mitigar esse fosso nos 10 minutos finais.

A diferença na eficácia total de lançamento (36,1% do Vitória contra 49,3% da Oliveirense) foi crucial para o resultado final de um jogo em que Cornelius Hudson, como é hábito, foi o vitoriano que mais se evidenciou. O norte‐americano apontou 16 pontos e somou nove ressaltos, num desempenho individual secundado por Ferrán Ventura (16 pontos).

O Vitória SC somou assim 11 triunfos e 11 derrotas na fase regular, que concluiu no sétimo lugar, com 32 pontos. 

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73