skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
16 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Em Guimarães, há sangue: dádivas aumentam e superam números pré-pandemia

Tiago Mendes Dias
Saúde \ sábado, janeiro 01, 2022
© Direitos reservados
A associação de dadores de sangue contabilizou 10.961 dádivas neste ano, ultrapassando as recolhas de 2020, mas também de 2019. As colheitas de janeiro próximo já estão marcadas.

No ano passado, a Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Guimarães foi a segunda que mais dádivas contabilizou no país, mas o fluido vital que transita pelas artérias do berço jorrou ainda mais em 2021, materializando-se em 10.961 colheitas a favor de quem dele precisa, divulgou o presidente da Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES), o vimaranense Alberto Mota; esse número equivale a 4932 litros, já que o volume extraído em cada doação é de 450 mililitros.

As dádivas traduzem um aumento de 10% face a 2020, ano em que o SARS-CoV-2 assolou o mundo, limitando o total de recolhas a 9.969, registo que, entre as 82 associações integradas na FEPODABES. foi apenas superado pelo de Santa Maria da Feira.

O mesmo acontece em relação a 2019, tempo em que a palavra covid-19 ainda não constava do léxico do dia a dia; nesse ano, a instituição reuniu 10.441 dádivas, pelo que a contabilidade de 2021 perfaz um aumento de 5%.

Ao longo do ano que findou, a Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Guimarães recolheu sangue na Casa do Dador, em Azurém, e em 36 iniciativas pelas várias freguesias do concelho.

A entidade propriamente dita obteve 7.242 dádivas – quase dois terços do total (66,1%) -, com os restantes litros de sangue a deverem-se à ação dos núcleos de Felgueiras – 3.160 dádivas (28,8%) – e de Ronfe – 559, que equivalem a 5,1%.

 

Colheitas de janeiro agendadas em Guimarães e em Felgueiras

A par da informação referente a 2021, a associação de dadores divulgou os 11 horários para a recolha de sangue em janeiro. Seis decorrem do funcionamento alinhavado para a Casa do Dador, em Azurém: está aberta todas as terças-feiras, à tarde, e em dois sábados de cada mês, neste caso os dias 08 e 15 de janeiro.

O périplo pelas freguesias vimaranenses começa em São Faustino, na escola primária, entre as 09h00 e as 12h30 de 09 de janeiro, um domingo, e prossegue no dia 30, outro domingo, na antiga escola primária de Infantas, em horário idêntico.

As outras três ações estarão a cargo do núcleo de Felgueiras: idas ao pavilhão gimnodesportivo de Moutelas, em Felgueiras, nos dias 08 e 09, das 09h00 às 12h30, e presença na Escola Secundária da Lixa, também de manhã, mas no dia 21, uma sexta-feira. 

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73