skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
15 abril 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Entre “equipas a lutar pelo mesmo objetivo”, Álvaro quer “mandar no jogo”

Redação
Desporto \ sexta-feira, março 29, 2024
© Direitos reservados
Um “animal de competição”, o técnico do Vitória olha para o duelo concelhio alerta para as “armadilhas do Moreirense”, mas com espírito para “conquistar os três pontos”.

Perante um “Moreirense que tem vindo a surpreender”, Álvaro Pacheco considera que o Vitória terá de ser “uma equipa muito rigorosa” no duelo concelhio deste sábado, para conseguir somar o quarto triunfo consecutivo. Na antevisão ao jogo, o técnico perspetivou um “jogo difícil”.

Na ótica do treinador “vão defrontar-se duas excelentes equipas que estão a lutar pelos mesmos objetivos”, pelo que o rigor é, então, um dos atributos que a sua equipa terá de evidenciar. “Temos de ser uma equipa muito rigorosa, de controlar o jogo e de não cair nas armadilhas que o Moreirense nos vai criar; temos de mandar no jogo, e de conquistar os três pontos”, disse.

A conquista dos três pontos colocará, contudo, “um grande desafio ao Vitória na sua evolução”, reforça o treinador, aludindo ao facto de o Moreirense ser uma equipa que “sabe provocar bem os espaços, é objetiva e pragmática nas transições”.

Com dos dois emblemas separados por oito pontos, com vantagem para o Vitória SC, Álvaro Pacheco não concorda com a ideia que este jogo vale mais do que três pontos, podendo praticamente selar um novo apuramento europeu do clube. “São três pontos. Sabemos que estamos a lutar com um adversário direto, sabemos da importância do jogo, mas não nos podemos desviar do nosso foco. Queremos três pontos. São muito importantes para o que pretendemos”, atirou.

Este embate surge após a pausa das competições, algo que Pacheco “gostava que não houvesse”. “Sou um animal de competição, gosto de jogos e de campeonato”, frisou, acrescentando que Jota Silva, que se estreou ao serviço da seleção, chega “ainda mais forte.

“Não tenho dúvidas nenhumas de que o Jota vai chegar muito mais forte. Tem uma mentalidade de campeão. O que o fez chegar à seleção foi a resiliência, a capacidade de ultrapassar cada obstáculo. Vai ter de continuar a evoluir e a fazer um trabalho espetacular, melhor do que tem vindo a fazer. Essa é a mentalidade do Jota. Tornou-o muito mais jogador. Isso fez perceber o que o fez lá chegar e o que é importante para lá se manter”, concluiu.

O dérbi vimaranense entre o Vitória SC e o Moreirense está agendado para as 15h30 deste sábado no Estádio D. Afonso Henriques.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: