skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
01 junho 2023
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Escola João de Meira: sem “condições mínimas”, não há aulas de Ed. Física

Bruno José Ferreira
Educação \ terça-feira, setembro 21, 2021
© Direitos reservados
Professores recusam-se a dar aulas de Educação Física, acusando a Câmara Municipal de Guimarães de chegar a uma situação limite. Falta de condições do pavilhão na base desta decisão.

Os professores de Educação Física da Escola EB 2/3 João de Meira anunciaram esta segunda-feira à comunidade escolar que não irão lecionar aulas práticas da disciplina devido às más condições do pavilhão da referida escola.

O comunicado do Grupo de Educação Física tornou pública essa decisão de não lecionar aulas práticas “por motivo de falta de condições de segurança no pavilhão desportivo”.

A par da situação, o Jornal de Guimarães tentou durante a semana passada contactar a direção da escola, telefonicamente e por email, e também a associação de pais, para perceber em que ponto estava esta situação, mas sem sucesso.

Em causa está o mau estado do telhado, em amianto, que leva a que chova no interior do pavilhão. Por outro lado, outros problemas fazem com que não estejam reunidas condições consideradas mínimas. 

Esta medida vai manter-se “até que as mesmas [condições de segurança] sejam resolvidas”, dá conta o Grupo de Educação Física da Escola EB 2/3 João de Meira. A situação há muito tinha sido exposta quer ao município quer à direção da escola, sendo que a ameaça de não dar aulas era conhecida e, apontam os professores, “até ao momento [o município] não deu resposta ao solicitado”.

Na mesma nota é relembrado que “existe a promessa da construção de um novo pavilhão desportivo há onze anos”, mas “nunca houve um verdadeiro compromisso”, pelo que “as condições de trabalho foram-se degradando ainda mais chegando-se a uma situação limite”

“Somos uma escola de referência no concelho de Guimarães e pioneiros do Desporto Escolar, por isso exigimos que sejam garantidas condições mínimas de trabalho e segurança, ainda assim, iremos lutar pela construção de um novo pavilhão, por respeito à disciplina de Educação Física, aos aluno, aos docentes, que têm direito a condições de trabalho dignas e adequadas ao século XXI”, aponta o Grupo de Educação Física da Escola João de Meira.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #51