skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
03 dezembro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Está a chegar a Guimarães um mercado de trocas de roupa e livros

Pedro C. Esteves
Sociedade \ quarta-feira, novembro 23, 2022
© Direitos reservados
Movimento Let's Swap criou um núcleo em Guimarães e vai promover este mercado de consumo consciente já no próximo dia 01 de dezembro, no Atelier do Retiro. Há um limite de cinco peças por pessoa.

Guimarães vai receber um mercado de trocas que quer pôr os vimaranenses a consumir de forma alternativa e a construir laços com a comunidade. No Atelier do Retiro, no dia 01 de dezembro, as regras são simples: cada pessoa que quiser trocar deve trazer até cinco peças de roupa e/ou cinco livros, incluindo acessórios e calçado. "Pedimos que tragam apenas roupa da época, ou seja, roupa Outono/Inverno", indica o Let's Swap, um movimento que surgiu em 2018, no Porto, e que agora chega à cidade berço.

Movida "unicamente por voluntários que querem promover uma economia circular e de partilha, sensibilizando a comunidade para um consumo mais consciente", o Let's Swap tem vindo a dinamizar mercados de troca de roupa e de livros em vários pontos do país, criando parcerias com projetos locais com impacto social e ambiental -- em Guimarães, a parelha faz-se com o Atelier do Retiro, onde Joy Hanford põe os mais de 20 anos como oleira ao serviço da experimentação.

Em dezembro, o Let's Swap vai dinamizar o seu primeiro mercado de trocas em Guimarães. Das 11h00 às 18h00, o mercado vai contar com uma banca de costura, onde será possível fazer pequenas reparações de roupa (gratuitamente), uma pop-sale de peças em cerâmica criadas pela artesã Joy Hanford, e música by MAR SAL. 

O evento tem um valor simbólico de entrada de 2 euros por pessoa (as crianças não pagam). O funcionamento deste mercado de trocas é simples: as pessoas trazem as suas peças e/ou livros em bom estado -- não são aceites livros religiosos ou escolares --, e esses artigos são convertidos em pontos que podem ser utilizados como moeda de troca durante o mercado. "Caso não encontres peças e/ou livros que gostes, os pontos que sobrarem ficam guardados para os próximos mercados", explica a organização.

Estes mercados de trocas promovidos pelo Let's Swap já aconteceram em cidades como Porto, Lisboa, Braga ou Oeiras. Chegam agora a Guimarães após a criação de um núcleo na cidade. "A adesão aos nossos mercados tem crescido imenso e temos cada vez mais pessoas a pedir para abrirmos núcleos noutros locais", lê-se numa publicação na rede social Instagram.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #38