skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
07 outubro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Festa da padroeira de Guimarães encerra em dia de feriado mariano

Redação
Cultura \ segunda-feira, agosto 15, 2022
© Direitos reservados
A procissão da igreja de São Miguel do Castelo para a de Nossa Senhora da Oliveira marca o encerramento da celebração pontuada por eucaristias e pelos concertos de canto lírico de Elisabete Matos.

A imagem de Nossa Senhora da Oliveira regressa nesta segunda-feira ao lugar que a alberga por todo o ano, um lugar de devoção mariana desde que ali se ergueu o original Mosteiro de Guimarães, pela condessa Mumadona Dias, no século X.

A procissão entre as igrejas de São Miguel do Castelo e de Nossa Senhora da Oliveira é o momento que sobressai no último dia da celebração em honra da padroeira de Guimarães, iniciada a 06 de agosto.

Após a recitação do terço às 11h00, o andor com a imagem da padroeira deixa o Monte Latito às 11h30, percorrendo a rua Conde D. Henrique, o Largo do Carmo, a rua das Trinas, o largo dos Laranjais, a rua Val-de-Donas, o largo da Misericórdia e a rua da Rainha até à Oliveira. É o regresso da imagem à que antigamente se designava por vila baixa, após a procissão de velas deste domingo, com a figura de Nossa Senhora da Oliveira a rumar às imediações do Castelo.

Segue-se, às 12h00, uma missa solene com pregação do padre José Miguel e animação a cargo do Grupo Coral de Nossa Senhora da Oliveira, sob a direção do maestro Júlio Dias. Uma outra eucaristia, às 19h00, encerra os 10 dias de celebração da padroeira, marcados por novenas e pelos concertos de canto lírico mariano a cargo da soprano vimaranense Elisabete Matos e do organista Nuno Mimoso, no sábado à noite e no domingo à tarde.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #35