skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
13 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Gonça: pedreira fechada parcialmente por poluir bacia do Ave

Redação
Sociedade \ quarta-feira, fevereiro 03, 2021
© Direitos reservados
Ação concertada "detetou irregularidades ambientais suscetíveis de gerar impacto negativo muito grave no Ambiente, nomeadamente na ribeira de Ribeiral", afluente do rio Ave.

As autoridades suspenderam parcialmente a laboração de unidade de corte e transformação de pedra da Britaminho, empresa situada na freguesia de Conde.

Segundo uma nota emitida pela Agência Portuguesa do Ambiente, uma vistoria conjunta com a Câmara Municipal de Guimarães e os Serviços de Proteção da Natureza (SEPNA) da GNR "detetou irregularidades ambientais suscetíveis de gerar impacto negativo muito
grave no Ambiente, nomeadamente na ribeira de Ribeiral", afluente do Rio Ave.

A ação concertada de fiscalização levou a Câmara Municipal de Guimarães – entidade licenciadora desta unidade entendeu – a suspender parcialmente a laboração de "todas as atividades da empresa das quais resulte a produção de águas residuais industriais". Na mesma nota informativa, a APA explica que se trata de "uma medida cautelar", "até que a empresa apresente um plano de ação que
resolva esta situação". Aquando dessa apresentação, a unidade será novamente fiscalizada.

A agência tutelada pelo Ministério do Ambiente sublinha que a Britaminho é uma "empresa reincidente em episódios de poluição na Bacia do Rio Ave, tendo a APA/ARH do Norte em instrução vários processos de contraordenação."

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73