skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 julho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Guimarães discute desafios da economia circular e melhor gestão da água

Redação
Ambiente \ quarta-feira, novembro 17, 2021
© Direitos reservados
Cerca de 50 pessoas trabalharam em conjunto para identificar oportunidades e constrangimentos para o reforço da circularidade da água. Fórum de Ação Local engloba oito municípios.

O projeto da CApt² – Circularidade da água, por todos e para todos, que visa desenvolver um modelo de governança local participativo, integrando os diferentes agentes responsáveis pela gestão da água e o cidadão, bem como contribuir para influenciar as políticas de gestão da água e a orientação dos municípios para a transição para uma economia circular, realizou o seu Fórum de Ação Local em Guimarães.

A iniciativa decorreu no Laboratório da Paisagem, parceiro-líder da rede que engloba 8 municípios, nomeadamente Guimarães, Águeda, Lagoa (Açores), Loulé, Mértola, Oeiras, Oliveira de Frades e Ponte de Sor.

No total, cerca de meia centena de pessoas trabalharam em conjunto, numa sessão não formal, onde foram identificadas oportunidades e constrangimentos para o reforço da circularidade da água e do próprio ciclo urbano da água. O próximo passo, em futuras reuniões do agora Grupo de Ação Local, passará também por encontrar soluções para os desafios identificados.

O CApt² é uma das quatro redes selecionadas no âmbito da Iniciativa Nacional Cidades Circulares, estando integrada na temática do Ciclo Urbano da Água. O projeto procura alertar para a necessidade do recurso água ocupar um papel central no que diz respeito à otimização dos respetivos usos, redução dos consumos e das perdas, aproveitamento de águas pluviais e reutilização de águas residuais. Para tal, tem como objetivo identificar, avaliar e capitalizar as melhores práticas, tecnologias e resultados obtidos em projetos bem-sucedidos no domínio da gestão dos recursos hídricos.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73