skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
01 dezembro 2021
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Guimarães é o quinto concelho do país com mais prémios Eco-Escolas. São 40

Redação
Ambiente \ quinta-feira, outubro 14, 2021
© Direitos reservados
Galardões referentes a 2021 foram entregues na terça-feira, distinguindo 1.620 escolas em todo o país. João de Meira, Taipas e Virgínia Moura são eco-agrupamentos.

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) premiou na terça-feira o trabalho das escolas portuguesas na educação para a sustentabilidade durante o ano letivo 2020/21, tendo atribuído 40 galardões Eco-Escola aos estabelecimentos localizados em Guimarães; o município vimaranense foi assim o quinto mais premiado do país, depois de Sintra (61), Torres Vedras (57), Vila Nova de Famalicão (56) e Lisboa (47).

A cerimónia decorrida no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, distinguiu 1.620 escolas no território nacional. Além dos galardões Eco-Escolas atribuídos, houve ainda três agrupamentos de Guimarães com a distinção 100% Eco-Escola: o Agrupamento de Escolas Virgínia Moura, em Moreira de Cónegos, o Agrupamento de Escolas João de Meira, sediado na Costa, e o Agrupamento de Escolas das Taipas.

O município arrecadou 40 prémios entre 50 candidaturas: as escolas EB1/JI das Teixugueiras (Silvares), a EB1 Cerca do Paço (Santa Eufémia de Prazins), a EB1 de Corvite, a EB1 de Gondar, a EB1 de Ponte, a EB1 de Vila Nova de Sande, a EB1 de Deserto (Santo Tirso de Prazins), a EB 2 e 3 Arqueólogo Mário Cardozo (Ponte), a EB1 de Tabuadelo e a EB1/JI de Poças (Airão Santa Maria) não receberam o galardão.

Presente no evento, a vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães realçou que as distinções revelam a “preocupação constante das escolas com as questões ambientais”. “Apesar dos condicionalismos associados à situação de pandemia, [várias escolas] conseguiram cumprir os seus programas e a metodologia Eco-Escolas, no âmbito do desígnio assumido pelo Município de Guimarães com o objetivo central nas questões ambientais, envolvendo a comunidade, escolas e principalmente as crianças no âmbito das boas práticas do ambiente”, disse.

Já o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse, na cerimónia, que o programa Eco-Escolas tem servido para “contaminar as comunidades” a partir da modificação de comportamentos oriunda das escolas. “Sabemos bem que quando começámos a reciclar nas nossas escolas ainda não se reciclava na nossa sociedade, quando a consciência ambiental apareceu nas escolas a sociedade não falava nisso. Foi a partir da escola que acabámos por mudar gerações de portugueses”, referiu.

 

Escolas galardoadas em Guimarães

Centro Social das Taipas

Colégio do Ave (Creixomil)

Escola Profissional Cenatex

Escola Profissional Profitecla - Guimarães

Escola Secundária de Caldas das Taipas

Escola Secundária Martins Sarmento

EB 2,3 Fernando Távora (Fermentões)

EB 2,3 D. Afonso Henriques (Creixomil)

EB/JI Mascotelos

EB1 Salgueiral (Creixomil)

EB1/JI Alto da Bandeira (Creixomil)

EB 2 e 3 de Abação

EB1 Agostinho da Silva (Abação)

EB1 São Faustino

EB1 Pinheiro

EB1/JI Calvos

EB 2 e 3 Briteiros

EB 2 e 3 Pevidém

Escola EB 2 e 3 de São Torcato

EB 2 e 3 Egas Moniz (Agrupamento Francisco de Holanda)

EB1 Pegada (Azurém)

EB1/JI Santa Luzia (Azurém)

EB 2 e 3 Abel Salazar (Ronfe)

EB1 Cruz d’Argola (Mesão Frio)

EB 2 e 3 Santos Simões (Mesão Frio)

EB1 Charneca (Caldelas)

EB 2 e 3 Taipas

EB1 Agrolongo (Sande São Lourenço)

EB1 Igreja (Sande São Martinho)

EB1 Vieite (Sande São Clemente)

EB1 de Longos

EB1 Pinheiral (Caldelas)

EB 2,3 João de Meira (Costa)

EB1 Oliveira do Castelo

EB1/JI São Roque (Costa)

EB 2 e 3 Virgínia Moura (Moreira de Cónegos)

EB1 Carreiro (Lordelo)

EB1 de Aula (Conde)

EB1/JI Vérmis (Moreira de Cónegos)

EB1/JI Monte (Guardizela)

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #16