skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Guimarães tem 19 eco-freguesias. Taipas foi a melhor no seu escalão

Redação
Ambiente \ quinta-feira, julho 13, 2023
© Direitos reservados
Vila termal repete o feito da edição de 2018/19 para freguesias entre 2.500 a 10 mil eleitores, mas com uma percentagem superior: 96%. Brito também ultrapassou os 90%.

Há 19 freguesias e uniões do concelho de Guimarães distinguidas com o estatuto de eco-freguesia na gala que decorre esta quinta-feira, em Miranda do Corvo. E a Junta de Freguesia de Caldelas obteve a melhor pontuação entre todas as freguesias de 2.500 a 10 mil eleitores que se candidataram à quarta edição do concurso organizado pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

A vila de Caldas das Taipas alcançou uma percentagem de 96% e repetiu a classificação de 2018/19 para as freguesias desse patamar populacional, quando alcançara uma percentagem de 87%. A autarquia até melhorou o seu desempenho em 2020/21, ao alcançar um índice de 94,28%, mas esse resultado foi o terceiro melhor a nível nacional. No biénio de 2022/23, a vila termal cresceu para os 96% e voltou a apresentar a melhor pontuação.

Além de Caldas das Taipas, há uma outra freguesia do concelho de Guimarães entre as sete que alcançaram classificação superior a 90%: Brito. No patamar das freguesias de 2.500 a 10 mil eleitores, há mais sete territórios do concelho distinguidos: Creixomil, São Torcato, Urgezes, Ronfe, Costa, Fermentões, com índices entre 70 a 90%, e Ponte, com classificação entre 50 a 70%.

Quanto aos territórios abaixo dos 2.500 eleitores, há 10 freguesias ou uniões do concelho de Guimarães consideradas eco-freguesia. Barco, Guardizela, a União de Freguesias (UF) de Prazins Santo Tirso e Corvite e a UF de Briteiros Santo Estêvão e Donim apresentaram uma performance entre 70 e 90%. Os outros territórios agraciados com a bandeira verde – Longos, Silvares, Aldão, UF de Leitões, Oleiros e Figueiredo, Gondar e Pencelo – apresentaram índices entre os 50 e os 70%.

A pontuação total de cada freguesia é a soma das pontuações atribuídas a 10 indicadores de avaliação: mobilização, capacitação e educação para a sustentabilidade (máximo de 12,5 pontos), gestão ambiental, energia, água e resíduos (15 pontos), mobilidade e transportes (7,5 pontos), espaços públicos, espaços verdes e equipamentos (12,5 pontos), biodiversidade, geodiversidade e agricultura sustentável (10 pontos), informação e participação pública (10 pontos), serviços de proximidade (7,5 pontos), desenvolvimento sociocultural, saúde e bem-estar (10 pontos), emprego, empreendedorismo e economia local (10 pontos) e estratégia de sustentabilidade (cinco pontos).

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73