skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 maio 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Guimarães foi o quinto município do Norte com mais dormidas em novembro

Tiago Mendes Dias
Economia \ terça-feira, janeiro 18, 2022
© Direitos reservados
Inferior a setembro e a outubro, o concelho registou 21.692 dormidas no penúltimo mês de 2021, 90% das quais em hotéis. Número perfaz 3,5% do total do Norte, a terceira região.

Os hotéis, os estabelecimentos de alojamento local e os espaços de turismo rural e de habitação vimaranenses contabilizaram 21.692 dormidas em novembro de 2021, o quinto maior número entre os 86 municípios do Norte, indicam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) publicados na sexta-feira anterior.

Guimarães corresponde a 3,5% das dormidas de toda a região nesse mês – 629.170 -, sendo que o Porto lidera destacadamente, com 253.938 (40,4% do Norte). Acima de Guimarães, surgem ainda Vila Nova de Gaia (46.112), Braga (40.700) e Matosinhos (33.744).

A sub-região do Ave foi a quarta com mais dormidas no Norte (34.624), atrás da Área Metropolitana do Porto, do Cávado e do Alto Minho. Dessas estadias, 62,7% aconteceram em Guimarães, seguindo-se Mondim de Basto (9,5% do total) e Vila Nova de Famalicão (7,8%).

Quanto ao Norte, foi a terceira das sete regiões do país com mais dormidas, atrás da Área Metropolitana de Lisboa (1.118.656) e do Algarve (658.717).

 

 

As dormidas de novembro em Guimarães foram inferiores às de setembro (25.590) e às de outubro (27.651). Ainda assim, o penúltimo mês de 2021 superou largamente o período homólogo de 2020; nesse ano, novembro totalizou 5.500.

Quanto à distribuição por tipo de alojamento em novembro de 2021, 89,2% das dormidas ocorreram em hotéis, distribuindo-se as restantes pelos estabelecimentos de alojamento local (7,7%) e pelos espaços de turismo rural e de habitação (3,1%).

As 21.692 dormidas de novembro traduziram-se na presença de 12.746 hóspedes em território vimaranense.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #28