skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
19 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Junta de Freguesia de São Torcato alega falta de funcionários na USF

Redação
Saúde \ quinta-feira, agosto 31, 2023
© Direitos reservados
A situação está a “afetar de forma crítica” o funcionamento daquela unidade de cuidados de saúde primários, com “graves prejuízos para a população”, considera a Junta de Freguesia.

A Unidade de Saúde Familiar (USF) de São Torcato depara-se com “falta de funcionários administrativos”, alega a Junta de Freguesia (JF) de São Torcato, após receber “diversas queixas de utentes da unidade de saúde familiar local”.

Em comunicado emitido nesta quinta-feira, a autarquia presidida por Alberto Martins reitera que a circunstância está “a afetar de forma critica o funcionamento do referido estabelecimento, com graves prejuízos para a população, principalmente no que diz respeito aos serviços administrativos e não clínicos, tendo, no entanto, implicação um no outro”.

“Embora a coordenação da unidade de saúde não tenha autonomia para a resolver e pelo que nos foi informado esteja a envidar todos os esforços nesse sentido, resulta de um conjunto de situações de diversas naturezas, que está a impedir o normal funcionamento administrativo do referido estabelecimento”, salienta a JF.

Na semana passada, a USF contou apenas com um funcionário administrativo e neste momento está sem qualquer funcionário. Os serviços administrativos não estão a funcionar, pelo que só os utentes com consultas de medicina pré-programadas ou de enfermagem podem ser atendidas, mediante apresentação do pedido ao segurança que ali trabalha. Prevê-se que, a partir de segunda-feira, os serviços administrativos voltem a contar com um funcionário.

A Junta de São Torcato mostra ainda “preocupação com o futuro mais próximo” da USF onde trabalham seis médicos, nomeadamente no que respeita à “necessidade de serem repostos todos os efetivos necessários ao bom funcionamento da unidade de saúde”, e promete continuar “a encetar todas as diligências necessárias ao seu alcance por forma a normalizar a situação”.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73