skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

João Costa: “Chegar aos Jogos Olímpicos era um sonho de menino”

Redação
Desporto \ terça-feira, agosto 01, 2023
© Direitos reservados
Nadador confessa que a mentalidade de ir para a prova dos 100 metros costas “como se fosse nadar sozinho” o ajudou a conseguir mínimos e sente-se realizado por representar Portugal e Vitória em Paris.

A viagem ao campeonato do mundo de Fukuoka deu a João Costa três recordes nacionais: 50 metros costas, em igualdade com Alexis Santos, 100 metros costas e 4x100 metros estilos. Um deles, o dos 100 metros costas – 53,71 segundos -, valeu-lhe os mínimos para os Jogos Olímpicos de 2024, feito inédito na carreira, que lhe permite realizar um “sonho de menino”.

“Não há palavras para o que fiz e conquistei neste campeonato do mundo. Chegar aos Jogos Olímpicos era um sonho de menino e cheguei aqui na minha melhor forma para o conseguir. Fiz o mínimo e bati o recorde nacional nos 100 metros e ainda igualei o recorde nacional nos 50 metros que não é a minha melhor distância. Saio realizado com o que fiz nestes mundiais”, disse na hora do regresso a Portugal, citado pelo Vitória SC.

Satisfeito por ter conseguido o objetivo numa época em que não tem estado “sempre ao melhor nível”, o atleta de 22 anos confessa que o facto de se concentrar na prova que tinha pela frente, sem olhar para os adversários, o ajudou.  “Nesta prova tentei me divertir mais, indo para a prova como se fosse sozinho, como se nadasse aquilo por mim sem olhar para os outros ou para a necessidade de ganhar. E acho que foi isso que fez a diferença”, vinca João Costa.

O vimaranense diz ainda que “participar nos Jogos Olímpicos é algo histórico não só para Portugal, mas também para o Vitória”, algo que o faz sentir-se realizado. “Poder levar o Vitória aos Jogos Olímpicos comigo é algo que quis desde sempre”, assume.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73