skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
15 junho 2021
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

"João de Meira e o Estudo da Pelagra" em Guimarães

Redação
Cultura \ quinta-feira, junho 03, 2021
© Direitos reservados
A conferência teve como objetivo fazer o enquadramento histórico do Mal da Rosa e a análise do contributo de João Meira para o conhecimento da pelagra no concelho de Guimarães no início do século XX.

A Sociedade Martins Sarmento promoveu, ontem, uma conferência sobre o tema "João de Meira e o estudo da pelagra" no concelho de Guimarães.

A conferência foi realizada no salão nobre da centenária instituição vimaranense e teve como oradora Tânia Ferreira do Centro de Investigação Transdisciplinar da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

A pelagra é uma afeção nutricional provocada por um défice de vitamina B3 (niacina), de graves complicações a nível dermatológico, gastrointestinal e mental. Atingiu sobretudo as populações mais desfavorecidas, cujo regime era baseado no consumo prolongado e quase exclusivo de milho, revestindo um crácter endémico em diversos países europeus, incluindo Portugal.

Conhecida entre o povo do Minho pelo nome de "figadal" ou "acrimónia do sangue", a pelagra foi descrita por João de Meira, na sua dissertação inaugural, em 1907, como uma das doenças mais espalhadas no concelho de Guimarães.

 

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #04