skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
25 fevereiro 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Vimaranense Jorge Cotter recebe Prémio Nacional de Medicina Interna

Redação
Saúde \ sexta-feira, maio 05, 2023
© Direitos reservados
Responsável pela classificação de excelência do Centro de Investigação em Hipertensão e Risco Vascular do hospital de Guimarães, o especialista e professor foi homenageado esta quinta-feira.

A Sociedade Portuguesa de Medicina Interna distinguiu o especialista e professor de medicina Jorge Cotter com o Prémio Nacional de Medicina Interna 2023, numa cerimónia em que esteve presente o ministro da Saúde, Manuel Pizarro, e que teve lugar na tarde desta quinta-feira, 4 de maio, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto. Na apresentação do premiado, Pedro Cunha, na qualidade de presidente do Colégio de Medicina Interna, referiu as qualidades, humanas e profissionais, do Professor Jorge Cotter, destacando o seu percurso de médico até aos dias de hoje.  

Jorge Cotter agradeceu a todos os seus mestres, e estendeu o prémio a todos os seus colegas de Medicina Interna dos últimos 35 anos. Jorge Cotter pretende continuar a alicerçar o futuro através de programas de formação, estudo e investigação, prometendo pugnar pelas liberdades de diagnóstico e prescrição dos médicos internistas. Por último, dedicou o prémio à sua esposa e filhas.

Jorge Cotter nasceu no antigo Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, em 26 de junho de 1956, tendo concluído o seu curso na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, em 1979. Formou-se como especialista de Medicina Interna, no Hospital de S. João, com a nota mais alta de sempre até à data, 20 valores. 

Em 1989, Jorge Cotter ingressa como médico assistente no Hospital Senhora da Oliveira e, em 1999, é nomeado chefe do serviço de Medicina Interna. Em 2001 é reconhecido como médico especialista em hipertensão clínica e, em 2004, passa a ser o diretor do serviço de Medicina Interna do hospital. Em 2008, concluiu o doutoramento em Medicina Clínica, com a tese “Relações da hipertensão arterial com a taxa de excreção de albumina numa consulta hospitalar de hipertensão arterial e risco cardiovascular”. É professor convidado de Medicina Clínica da Escola de Ciências da Saúde da Universidade do Minho. Dedicou os últimos dez anos da sua carreira à investigação clínica, sendo o responsável pelo reconhecimento do Centro de Investigação em Hipertensão e Risco Vascular como Centro Europeu de Excelência.

Em nota enviada às redações, a Câmara Municipal de Guimarães congratulou Jorge Cotter, com o presidente da autarquia, Domingos Bragança, a realçar a sua atenção ao “conhecimento e investigação como ferramentas fundamentais para a prestação de cuidados de saúde de excelência” e o esforço com que sempre “se bateu pela dignificação e direitos da sua classe, nomeadamente de todos os profissionais de saúde da especialidade de Medicina Interna”.

O edil considera que a atribuição do prémio é “justíssima”, e enaltece as qualidades de um homem e um profissional de saúde que “enriquece de forma inegável os quadros do Hospital Senhora da Oliveira, servindo com isso Guimarães e o país”. “Não terá sido por acaso que, em 2005, recebeu, das mãos de Jorge Sampaio, presidente da República, a Grã-Cruz da Ordem do Mérito, uma distinção que galardoa atos ou serviços meritórios praticados no exercício de funções públicas ou privadas, com desinteresse e abnegação em favor da comunidade”, diz Domingos Bragança.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #67