skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
03 dezembro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Jornal de Guimarães entre os 47 vencedores europeus do programa da Google

Redação
Sociedade \ sexta-feira, setembro 30, 2022
© Direitos reservados
O Jornal de Guimarães é um dos vencedores do Google News Innovation Challenge, que atenta em projetos que se focam na criação de "um ecossistema de notícias mais sustentável e diversificado".

Quarenta e sete empresas de media de 21 países europeus venceram o programa Desafio de Inovação do Google News Initiative (GNI). Entre elas, estão duas portuguesas; uma delas é o Jornal de Guimarães.

O GNI já tinha sido lançado anteriormente noutras regiões do mundo e chega agora à Europa. O programa fornece financiamento para ajudar organizações noticiosas "a desenvolver novos caminhos para a sustentabilidade empresarial" e "foi aberto a editoras com redações mais pequenas que produzem jornalismo original, e cujos projetos se concentram na criação de um ecossistema noticioso mais sustentável e diversificado".

"Com 605 candidatos, de 38 países, ficámos impressionados com a diversidade e a qualidade dos projetos propostos. Houve soluções criativas para desafios empresariais comuns, incluindo organizações noticiosas que se envolveram com públicos mais diversos, e que proporcionaram maior transparência sobre a forma como instituições poderosas, tais como empresas e organizações governamentais, operam", escreve gigante tecnológica numa nota.

 

 

O projeto apresentado pelo Jornal de Guimarães foca-se na diversidade e no desenvolvimento de uma secção de notícias para o site do jornal.  Para esta secção, o projeto visa aproximar duas gerações diferentes – jovens e idosos -, acrescentando também um elemento de ‘gamificação’ para mantê-los envolvidos (‘engajados’).

A sua implantação envolve uma escola local e um centro ocupacional local para reformados.“Esta é realmente uma nova ideia e muito inovadora”, considerou Sulina Connal.

O outro projeto vencedor é o Afrolis, que está a construir “uma rede social que investiga narrativas estereotipadas sobre a racialização da mulher e a forma como isso é usado, contrastando com as histórias produzidas por essas mesmas mulheres”, explicou Sulina Connal.

Desta forma, “as mulheres que foram racializadas podem mostrar o seu trabalho, arte e capacidades através dos artigos e ‘podcasts'” que são produzidas por elas.

Em abril, a Google tinha anunciado o primeiro programa Desafio de Inovação do GNI, dirigido a publicações estabelecidas, publicações apenas ‘online’, ‘startups’ de notícias, parcerias colaborativas e ‘freelancers’ com base na Europa.

 

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #38