skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

José Cid apresenta icónico álbum do rock progressivo luso no Multiusos

Redação
Cultura \ sexta-feira, março 01, 2024
© Direitos reservados
Neste sábado, a partir das 21h30, o músico apresenta na íntegra “10.000 anos depois entre Vénus e Marte”, marco do rock português lançado em 1978, num concerto com a Orquestra do Norte.

O mais reconhecido trabalho do rock progressivo em Portugal, com várias menções em publicações especializadas em todo o mundo, vai-se ouvir na íntegra no Multiusos de Guimarães: aos 82 anos, José Cid regressa neste sábado à cidade-berço para interpretar “10.000 anos depois entre Vénus e Marte”, álbum lançado em 15 de maio de 1978.

Na conclusão de uma década de criatividade artística, também expressa no Quarteto 1111, o músico da Chamusca conta, em “10.000 anos depois”, o fim da vida no planeta Terra, a viagem pelo espaço rumo a um planeta muito distante e o regresso dos humanos a uma casa-mãe pronta a ser reabitada, em 39 minutos de guitarras, pianos ou mellotrons com acordes memoráveis, suportados pelo ritmo do baixo e das baterias, em composições inspiradas por Pink Floyd, Moody Blues e também o imaginário espacial, em voga nos trabalhos de ficção científica daquele tempo.

José Cid vai atuar com a Orquestra Sinfónica do Norte, depois de ter proporcionado o primeiro concerto deste ciclo no fim de semana anterior, em Lisboa, com a Orquestra Sinfónica das Beiras. Além de “10.000 anos depois”, José Cid vai interpretar alguns dos temas de “Vozes do além”.

O Pavilhão Mutliusos disponibiliza 2.176 lugares sentados para o concerto agendado para as 21h30, estando até à hora de publicação desta notícia vendidos 1.753. Ainda há 91 lugares disponíveis na plateia VIP, com bilhetes a 45 euros, 145 na 1.ª Plateia, com bilhetes a 40 euros, e 187 nas bancadas laterais, cujos ingressos custam 30 euros.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73