skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Manu Silva e “uma prova querida pelos vitorianos”: “Há que dar o máximo”

Redação
Desporto \ quarta-feira, novembro 22, 2023
© Direitos reservados
O jogador de 21 anos espera Länk Vilaverdense motivado para “fazer Taça” e avisa, por isso, que o Vitória tem de “encarar o jogo” da quarta eliminatória, no sábado, com “a maior seriedade possível”.

O regresso do Vitória SC à competição aproxima-se: dar-se-á precisamente duas semanas depois da ingrata derrota caseira perante o FC Porto, novamente no Estádio D. Afonso Henriques, mas frente a um adversário da Segunda Liga, o Länk Vilaverdense. O próximo sábado à noite é de Taça de Portugal, competição na qual as “equipas de escalões inferiores têm muita motivação para fazer Taça”, alerta o defesa Manu Silva, de 22 anos. Os pupilos de Álvaro Pacheco têm, por isso, de ser sérios e de estar motivados para transitarem da quarta eliminatória para os oitavos de final da prova rainha.

“A Taça de Portugal é uma prova querida por todos os vitorianos. Sabemos disso, temos consciência disso e vamos entrar em campo como se fosse um jogo de campeonato. Para ganhar, sabemos que são jogos de ‘arruma’. Não adianta chegar ao fim e perceber que poderíamos ter feito diferente. Temos de dar o máximo, de encarar o jogo com a maior seriedade possível e de tentar chegar o mais longe possível”, disse, à margem da visita de uma comitiva do Vitória SC à Escola Básica de Poças, em Airão Santa Maria, numa parceria com o Laboratório da Paisagem, no âmbito da iniciativa Vitória de Causas.

Depois da conversa com os estudantes de tenra idade acerca dos seus comportamentos ambientais e também da sua paixão pelo futebol – Cristiano Ronaldo e Patrick Vieira eram os jogadores de que mais gostava em criança -, o ex-Feirense prometeu um Vitória preparado para “um jogo difícil”, a partir das 20h00, até porque já ultrapassou períodos de instabilidade na presente temporada, devido às trocas de treinador.

“Temos um grupo de homens excelente. Mesmo as coisas não estando a correr tão bem, conseguimos na mesma bons resultados. Queremos é acabar bem, chegar ao fim da época e ter os nossos objetivos concluídos”, prosseguiu.

Ciente de que o Vitória tem “a obrigação de ganhar todos os jogos” ou, pelo menos, de “fazer tudo para que isso aconteça”, Manu Silva enalteceu ainda a qualidade do plantel vitoriano e a necessidade de lutar para ter um lugar no onze – utilizado até agora em 13 das 15 partidas realizadas pelo Vitória na época 2023/24, o defesa perdeu a titularidade para Borevkovic na receção aos dragões.

“A luta que terei para merecer a confiança do mister no onze titular é a mesma que já tinha de ter. Os meus colegas têm a mesma ambição de jogar. Temos de dar boas dores de cabeça ao mister”, realçou, dizendo sentir-se bem num clube que o recebeu há 11 meses e o ajudou a ultrapassar uma lesão nos primeiros quatro a cinco meses.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73