skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

António Miguel Cardoso vê Vitória “melhor em todos os sentidos” face a 2022

Redação
Desporto \ domingo, dezembro 24, 2023
© Direitos reservados
Na mensagem de Natal, o presidente vitoriano faz um balanço positivo do ano a terminar e projeta 2024 com otimismo e a convicção de que o clube está “cada vez mais próximo de importantes conquistas”.

Na antecâmara do Natal e da transição de 2023 para 2024, o presidente do Vitória SC traça um balanço positivo do ano prestes a terminar e encara o ano vindouro com “o otimismo e a lucidez possíveis”. “Tendo bem presente que a exigência sempre será elevada, a Direção a que presido tudo tem feito no sentido de engrandecer o clube nas mais diversas modalidades e de lhe conferir a saúde financeira que merece, sendo claro que o atual Vitória SC se distingue para melhor, em todos os sentidos, daquele que existia há um ano”, escreve António Miguel Cardoso na mensagem de Natal endereçada aos sócios e adeptos.

Convencido de que o emblema preto e branco está “cada vez mais próximo de alcançar importantes conquistas”, o dirigente vinca que o Natal é tempo de “renovar forças para os desafios do novo ano”, um ano em que o Vitória vai “querer mais”. “Nem sempre está tudo bem quando se ganha, nem tudo está errado quando se perde e com uma certeza: independentemente de tudo, queremos sempre mais”, frisa.

António Miguel Cardoso realça que todos os atletas se têm batido “incessantemente pelos melhores resultados desportivos possíveis, premiando assim a dedicação e a lealdade dos associados” – “dois patrimónios imateriais de inestimável valor” – e enaltece a vocação do clube para estar sempre “na linha da frente” na atenção “àqueles que vivem sozinhos ou se encontram doentes”.

Ciente dos “tempos difíceis” que a sociedade portuguesa atravessa, com “desemprego, as limitações financeiras e os créditos à habitação cada vez mais pesados por causa das sucessivas subidas das taxas de juro” que não param de condicionar demasiadas famílias portuguesas, e das guerras na Ucrânia e no Médio Oriente, o presidente vitoriano realçou que o Natal é o tempo do amor, da união, da solidariedade, da lealdade e da compaixão e da família; da família de cada sócio e da família Vitória Sport Clube como um todo.

“Cumprimento todos os nossos associados e sublinho a importância de todos nós pertencermos a uma grande e especial família: o Vitória Sport Clube. É tempo de nos reencontrarmos, de partilharmos episódios marcantes e também de refletirmos, olhando para nós próprios e para os outros com a máxima humildade e respeito, sem toxicidade, aceitando em paz as diferenças de opinião e abraçando, sem hesitações, todos os que nos procuram”, referiu ainda.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73