skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
20 julho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Monumentos e espaços de exposições reabrem. O CAAA é o primeiro a regressar

Redação
Cultura \ domingo, abril 04, 2021
© Direitos reservados
O Centro para os Assuntos de Arte e Arquitetura reabre ao público na segunda-feira, para exibir duas exposições até agora visíveis online. Na terça-feira, seguem-se os espaços da DRCN e da Oficina.

Ao fim de mais de dois meses com portas encerradas, o confinamento dos monumentos, museus e galerias de arte está a horas de terminar. O plano traçado pelo Governo aponta 05 de Abril como a data de reabertura desses espaços e o Centro para os Assuntos de Arte e Arquitetura (CAAA) não vai perder tempo; a partir das 10:00 desta segunda-feira, o público pode visitar as duas exposições em exibição naquele espaço que outrora foi a fábrica Confil.

Uma das mostras é Bailarinos e coreógrafos que dançam, desenham e pintam. Esta exposição com curadoria de Miguel Moreira realça os cruzamentos e os paralelismos entre estes campos artísticos por autores que se construíram na diversidade de linguagens. Inaugurada com uma performance de Tânia Carvalho, coreógrafa que já esteve por mais do que uma vez no Guidance, tendo sido mesmo o destaque da edição de 2017, esta exposição conta ainda com obras de Carlota Lagido, Flávio Rodrigues, João Galante, Luís Guerra, Maria Fonseca e Yella.

A outra exposição, Olhar voltar a olhar, explora a relação entre o cinema e a banda desenhada. A partir de dois filmes – One Week, de Buster Keaton (1920), e Vai e vem, de João César Monteiro -, os autores Isabel Baraona e Pedro Nora criaram cada um 32 pranchas a preto e branco, que se transformaram em livros de bolso, editados pela associação Ao Norte, informa a nota do CAAA.

Disponíveis online desde 27 de fevereiro, as exposições estarão patentes até ao próximo sábado, pelo que o CAAA decidiu, na próxima semana, alargar o horário tradicional de visitas: o espaço estará aberto das 10:00 às 13:00 e das 14:30 às 19:00.

 

Castelo e Paço dos Duques na terça-feira

Quem subir os degraus do Castelo a partir das 10:00 de terça-feira, vai finalmente encontrar as portas abertas para o seu interior. Tal como este Monumento Nacional, também o Paço dos Duques de Bragança e o Museu de Alberto Sampaio, todos eles espaços a cargo da Direção Regional de Cultura do Norte, reabrem a 06 de abril.

Na avenida Conde de Margaride, a Casa da Memória volta a abrir no mesmo dia. O local exibe a exposição permanente Território e comunidade, que retrata vários aspetos da identidade vimaranense, entre os quais a fundação da nacionalidade, as tradições das comunidades rurais e a industrialização do Vale do Ave.

Outro dos espaços da Oficina, o Centro Internacional de Artes José de Guimarães reabre na terça-feira, mas só para atendimento ao público. A instituição esclarece, nas redes sociais, que, nas 13 salas do espaço, se desenrolam “trabalhos preparatórios e imprescindíveis para a montagem do novo ciclo de exposições” a inaugurar a 16 de abril, já sob curadoria de Marta Mestre, anunciada, em setembro de 2020, como substituta de Nuno Faria na programação do espaço.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73