skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Um Moreirense de passos seguros ao ritmo de Alanzinho

Redação
Desporto \ sábado, setembro 23, 2023
© Direitos reservados
Destaque deste início de época, o médio brasileiro apontou o golo que permitiu aos cónegos vencerem pela primeira vez em casa. Apesar da réplica do Farense, vimaranenses foram melhores por mais tempo.

Alanzinho é um jogador que sabe o que faz: na segunda época em Moreira de Cónegos, o médio brasileiro distribui jogo para as alas, temporiza, cria espaços e marca golos. Neste sábado à tarde, marcou o segundo golo na Liga Portugal Betclic, por sinal decisivo para o Moreirense se estrear a vencer em casa. Ajudado pelo mesmo cúmplice do golo em Chaves – João Camacho voltou a progredir pela esquerda e a assistir -, o jogador de 23 anos apareceu em posição frontal à baliza de Ricardo Velho e rematou convictamente para o fundo das redes.

O cronómetro assinalava 17 minutos e estava apontado o golo que selou o resultado de um jogo entre um Farense de bom nível e um Moreirense ainda melhor. Os parcos números do marcador escondem um encontro repleto de oportunidades de golo, no qual os axadrezados foram quase sempre mais perigosos, apesar de Rui Costa ter obrigado Kewin a grande defesa aos 24 minutos. Na resposta, a turma de Rui Borges criou uma avalanche de oportunidades, devendo estar ainda a abanar a cabeça por não ter marcado: Kodisang ameaçou aos 33 minutos, Gonçalo Franco acertou na trave com estrondo aos 34 e Kodisang, de novo, obrigou Ricardo Velho a grande defesa, aos 38.

O Moreirense foi, porventura, para os balneários a lamentar o facto de não ter uma vantagem mais extensa e teve de aguentar a reação algarvia no início da segunda parte, materializada nos remates de Mattheus Oliveira no primeiro quarto de hora.

A equipa da casa refez-se dessa onda atacante do Farense e voltou a segurar as rédeas do jogo aos poucos, recuperando o ascendente nos minutos finais do encontro: Matheus Aiás protagonizou, aliás, a ocasião mais flagrante do desafio, quando ultrapassou Ricardo Velho e viu Gonçalo Silva negar-lhe o golo. Pese o desperdício, o Moreirense garantiu o mais importante. E deu um pulo na tabela: ocupa agora o nono lugar à condição, com sete pontos.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73