skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
18 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Morreu João Gomes Alves, um dos fundadores da Unidade Vimaranense

Redação
Sociedade \ segunda-feira, maio 23, 2022
© Direitos reservados
Envolvido na criação da sociedade de empreendimentos, o advogado esteve ligado a outras associações e morreu aos 83 anos, vítima de doença prolongada.

Ligado à criação da Unidade Vimaranense, sociedade de empreendimentos que originou a malha urbana em redor da academia do Vitória, e ao esforço para a instalação da Universidade do Minho em Guimarães, João Gomes Alves morreu este domingo, aos 83 anos, vítima de doença prolongada.

Advogado da Câmara Municipal no final da década de 60 e no início da década de 70, João Gomes Alves acompanhou o então presidente da Câmara Municipal, Manuel Bernardino de Abreu, na reivindicação de mais progresso para Guimarães, que viria a culminar na manifestação de 10 de dezembro de 1970 e na fundação, a 30 de abril de 1971, da Unidade Vimaranense, sociedade em que ninguém poderia ter menos de três mil escudos e mais de 10 mil do capital, para concretizar investimentos para os quais a Câmara não tinha dinheiro e o Estado protelava, como se pode ler em o “Nascimento da Unidade Vimaranense”, escrito por Esser Jorge Silva.

A sociedade adquiriu terrenos a leste do centro histórico, onde nasceram a piscina, o complexo desportivo do Vitória e a urbanização em redor.

Foi eleito duas vezes para presidir à Assembleia Municipal de Guimarães, pelo PSD, tendo ainda sido presidente da Comissão Política de Guimarães dos sociais-democratas e dirigente distrital do mesmo partido. Foi fundador da Associação Luso-Britânica em Guimarães e ainda presidente da mesa da respetiva Assembleia Geral.

Foi presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Comercial e Industrial de Guimarães e também presidiu à direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, no mandato em que se iniciou o processo de construção do atual quartel. Integrou ainda o conselho de administração da Guimapress, SA, empresa detentora do Grupo Santiago, de comunicação social, e presidiu à mesa da Assembleia Geral do Centro Social de Nossa Senhora do Carmo. Era o atual presidente da Assembleia Geral da Assembleia de Guimarães.

A Câmara Municipal transmitiu as “sentidas condolências à família e amigos” do malogrado advogado e dirigente associativo.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73