skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
19 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Movimentos cívicos lembram dia contra violência sobre mulheres em Guimarães

Redação
Diversidade & Inclusão \ terça-feira, novembro 21, 2023
© Direitos reservados
Programa estende-se pela tarde e noite de sábado, com um debate sobre eliminação da violência contra mulheres, uma assembleia de cidadãs, um jantar feminista e uma festa.

Os movimentos 8M Guimarães, intitulado a propósito do Dia Internacional da Mulher, e Guimarães LGBTQIA+ assinalam, no sábado, 25 de novembro, o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, em conjunto com outros movimentos cívicos e associações, à tarde e à noite.

O programa arranca com o debate "Interseccionalidade, um caminho para a eliminação da violência contra mulheres", às 15h00 no café da loja Fnac, num dos centros comerciais de Guimarães, com entrada livre e sete intervenientes ligadas a várias plataformas: Di Pires (8M Guimarães), Ana Vieira (Centro para a Vida Independente), Maria Terra (Guimarães LGBTQIA+), Carolina Moutela (Clube Safo), Sara Oliveira (Clube Safo), Cesária Santos (Plataforma Artigo 65.º) e Cláudia Pires (Núcleo de Inclusão, Comunicação e Média).

A tarde prossegue às 18h00, com uma assembleia de cidadãs no coreto da Alameda de São Dâmaso, com a leitura de um manifesto e um momento de microfone aberto, disponível para quem quiser falar, e segue-se um jantar feminista, às 20h00.

Às 22h30, o Centro para os Assuntos de Arte e Arquitetura (CAAA) acolhe a primeira edição da Guimarães Drag Fest, com a performance musical de Mar Sal, e as atuações de Kristall Queen, Nussy, Leleia Glitter, Poison DragNada e Kristall Glitter. A noite encerra com a atuação de Rockin' Divas DJ's.

A organização do programa do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres conta ainda com o Movimento Virgínia Moura, a Plataforma Artigo 65.º, o Clube Safo, o Núcleo de Inclusão, Comunicação e Média, o Centro para a Vida Independente, o Movimento Virgínia Moura, o Núcleo Antifascista de Guimarães e os Headbangers Antifascistas.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73