skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
19 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Três meses depois, ainda falta concluir auditoria do caso Nelson Felgueiras

Tiago Mendes Dias
Política \ quinta-feira, setembro 14, 2023
© Direitos reservados
Instaurado para averiguar apoios desportivos municipais, após difusão de fichas de inscrição no PS pela KTF Team, processo ainda dura. Oposição questiona se o vereador é necessário face à demora.

Eleito nas Autárquicas de 2021 como um dos sete vereadores que compõe a maioria socialista na Câmara Municipal de Guimarães, Nelson Felgueiras é vereador sem pelouros há quase três meses, na sequência de uma auditoria interna aos subsídios atribuídos às instituições desportivas das artes marciais, entre os anos de 2020 e de 2023.

Essa auditoria ainda não está concluída, apesar de o Jornal de Notícias ter avançado, na terça-feira, que o processo não detetou nenhuma ilegalidade na conduta do político de 33 anos. Quem o confirmou foi a diretora do Departamento de Administração Geral do município, Joana Gama Lobo, indicando a coincidência do processo com o tempo de férias como uma das causas para a demora.

O assunto foi levantado por um dos vereadores da oposição, Bruno Fernandes. Para o social-democrata, não se justifica tanto tempo para se tomar uma decisão, quando coube ao presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, encarregar-se dos pelouros sob a responsabilidade de Nelson Felgueiras - Fiscalização, Contraordenações, Execuções Fiscais, Polícia Municipal, Desporto e Juventude.

O vereador da coligação Juntos por Guimarães perguntou se, passados três meses, Nelson Felgueiras “não faz falta” ao município e se vale a pena sobrecarregar o erário público com um vereador sem funções. “Ou o vereador não faz falta ao município ou é preciso perceber o que se passa”, disse.

No final da reunião, a vice-presidente da Câmara, Adelina Paula Pinto, frisou que a decisão quanto ao futuro de Nelson Felgueiras será tomada assim que a auditoria esteja concluída e “suba para o senhor presidente”, Domingos Bragança. “A questão política é uma questão de confiança. O compromisso é que seja da forma mais rapidamente possível”, vinca.

Essa auditoria foi instaurada na sequência após a difusão da ficha de inscrição no PS pelo treinador e dirigente da KTF Team, Ivo Cardoso, num grupo de WhatsApp, com uma respetiva mensagem a acompanhar: “O vereador do Desporto precisa um pouco da nossa ajuda, como tem ajudado no que pode, cabe agora tentarmos retribuir". O episódio passou a ser do conhecimento público em meados de junho, com o presidente da Comissão Política Concelhia do PSD, Ricardo Araújo, a pedir então a saída de Nelson Felgueiras do cargo de vereador.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73