skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
14 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Vitória SC: pacto social da SAD alterado com 63% dos votos em AG

Redação
Desporto \ sexta-feira, maio 19, 2023
© Direitos reservados
Doravante, qualquer aumento ou redução do capital social da SAD, distribuição de dividendos ou alterações à estrutura e composição dos órgãos sociais exige aprovação com maioria de pelo menos 60%.

O pacto social da SAD do Vitória tem agora uma nova redação para os artigos 1.º, 3.º, 9.º e do 11.º a 27.º depois da decisão tomada pelos mais de 400 sócios presentes na assembleia geral extraordinária de sexta-feira, no Pavilhão Desportivo Unidade Vimaranense: a alteração ao documento foi aprovada 258 votos a favor (63% do total) e 152 contra (37%). A votação decorreu através da deposição de um cartão de voto numa urna a dizer "sim" ou numa urna a dizer "não".

Entre as várias alterações à redação do documento já existente, sobressai a inclusão de um novo texto para o artigo 13.º, em que o “aumento do capital social e limitação ou eliminação do direito de preferência em aumentos de capital social” passa a exigir “uma maioria de, pelo menos, 60% do capital social da sociedade presente ou representada na assembleia geral”.

Essa maioria de pelo menos 60% é também necessária para aprovar qualquer redução do capital social, qualquer oferta pública de aquisição, a distribuição de dividendos entre acionistas, alterações à denominação social da SAD, aprovação das contas anuais ou quaisquer alterações à estrutura ou composição dos órgãos sociais da SAD. 

Como o Vitória detém 50,84% do capital social e o fundo V Sports 46%, fruto do acordo viabilizado pelos sócios a 03 de março, as duas entidades têm de estar em concordância para aprovar qualquer das situações contempladas pelo artigo 13.º. 

O acordo com o fundo detido pelo multimilionário egípcio Nassef Sawiris, também um dos proprietários do Aston Villa, da Premier League, prevê, além da venda de 46% das ações da SAD por 5,5 milhões de euros, um donativo de dois milhões ao Vitória para aplicar em infraestruturas.

Em 01 de outubro de 2021, o emblema vimaranense anunciou a compra das ações detidas pela empresa MAF, de Mário Ferreira, correspondentes a 56,4% do capital social, por 6,5 milhões de euros, o que permitir-lhe-ia ficar na posse de 96,4% do valor total das ações.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73