skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Palácio Vila Flor mergulha no Breu com Daniel Moreira e Rita Castro Neves

Redação
Cultura \ quinta-feira, junho 29, 2023
© Direitos reservados
Os dois artistas propõem a exploração da escuridão em busca de se ver melhor a “confusão dos tempos”, numa exposição com curadoria de Ivo Martins patente a partir da tarde de sábado.

Concebida para criar um “espaço de confluências a partir da experiência da escuridão”, a exposição "Breu" é a próxima inquilina do Palácio Vila Flor, estando a inauguração marcada para as 16h00 de sábado, com a presença dos artistas, Rita Castro Neves e Daniel Moreira, e do respetivo curador, Ivo Martins, adianta A Oficina em comunicado.

Nesse trabalho, os dois autores propõem uma viagem pelo escuro, evocativa da “confusão dos tempos – do andar, do estar e do fazer, e os contornos fluidos e enublados do mundo”, acrescenta a nota. “Já que por vezes é necessário fechar os olhos para nos concentrarmos, tatear para compreender o espaço, penetrar o breu para conseguirmos ver melhor”, refere.

Os artistas-autores desta exposição, Daniel Moreira e Rita Castro Neves, vivem e trabalham entre o Porto e a Beira Alta. Daniel é licenciado em Arquitetura, iniciando em 2000 um percurso multidisciplinar entre a arquitetura e as artes plásticas. Rita Castro Neves, após terminar o Curso Avançado de Fotografia do Ar.Co em Lisboa e o Master in Fine Art da Slade School of Fine Art de Londres, inicia uma atividade artística regular, de docência (atualmente na Faculdade de Belas Artes do Porto) e de curadoria (sobretudo na área da performance).

Depois da inauguração, há uma visita orientada pela artista plástica Patrícia Geraldes, marcada para domingo, a partir das 11h00. Essa visita organizada pela Educação e Mediação Cultural d’A Oficina terá uma duração aproximada de 90 minutos e um custo de dois euros por pessoa, sendo reservada a maiores de seis anos.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73