skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
18 abril 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

PSD exige ao novo Governo regresso do Alfa Pendular e Campus da Justiça

Redação
Política \ quarta-feira, março 30, 2022
© Direitos reservados
Ligação à alta velocidade ferroviária e serviço de hemodinâmica são outras reivindicações de um partido que estranha a ausência de vimaranenses na equipa governamental.

No dia em que o XXIII Governo Constitucional toma posse, a Comissão Política do PSD de Guimarães exige ao novo executivo, liderado por António Costa à semelhança dos dois anteriores, que concretize alguns dos projetos anunciados para Guimarães, assegurando, em simultâneo, o regresso de serviços que se perderam com a pandemia de covid-19; é o caso da ligação por Alfa Pendular a Lisboa.

Suspenso desde março de 2020, quando Portugal acionou o estado de emergência face ao novo coronavírus, o serviço ferroviário ainda não foi retomado, algo que os sociais-democratas de Guimarães desejam ver acontecer na legislatura prestes a arrancar. Mas essa é apenas uma das exigências.

O partido diz-se também atento à ligação ferroviária de alta velocidade até Vigo, ao Campus da Justiça, previsto para um terreno contíguo ao Parque da Cidade desde março de 2019, e ao serviço de hemodinâmica do Hospital Senhora da Oliveira, pronto desde 2018 após investimento de dois milhões de euros, mas ainda sem autorização do Ministério da Saúde para funcionar.

Convencido de que “Portugal e o mundo vivem um momento de particular exigência”, o PSD pediu ao Governo para retirar “Portugal da cauda da Europa”, “onde o conduziu”, e para “proporcionar o desenvolvimento e a qualidade de vida que o país e os portugueses ambicionam”.

A concelhia de Guimarães assumiu ainda “estranhar a ausência de quadros do PS vimaranense na composição do Governo”; Elisabete Matos e Luís Soares foram os deputados do concelho eleitos pelos socialistas, integrando a bancada parlamentar.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: