skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Raides vitorianos fintam a chama do Dragão. Vitória vence segundo round

Redação
Desporto \ domingo, abril 07, 2024
© Direitos reservados
Dois golos ainda na primeira parte, um autogolo de Galeno e um de Jota Silva, adiantaram o Vitória SC no marcador. Abnegação coletiva segura os três pontos.

O segundo round entre vitorianos e portistas teve um vencedor diferente. O Vitória SC arrancou três pontos no Estádio Dragão, encostando-se ainda mais ao grupo da frente. Os conquistadores igualam o Braga no quarto posto da tabela classificativa, e ficam a dois pontos dos azuis e brancos.

Álvaro Pacheco nunca tinha vencido o FC Porto enquanto treinador, mudando a estratégia apenas quatro dias após o primeiro embate com os portistas, a contar para a Taça de Portugal. Kaio César estreou-se a titular, foi uma das novidades, Afonso Freitas regressou ao onze vários meses depois, Jorge Fernandes também regressou e Bruno Varela manteve a titularidade.

Com Jota Silva e Kaio como setas apontadas à baliza adversário, o Vitória SC esteve organizado, neutralizou a construção ofensiva do FC Porto, e teve sempre esses elementos, suportados por João Mendes, em carreira de tiro.

Logo aos doze minutos os conquistadores puseram-se em vantagem, num lance de bola parada. Handel bate o livre lateral, sendo Galeno a fazer o desvio ao primeiro poste aos doze minutos, adiantando o Vitória no marcador.

O segundo teve o pé direito de Jota Silva a funcionar, com o atacante do Vitória a marcar pela quinta jornada consecutiva. Jota fugiu a Pepe pela direita, fazendo depois a bola cruzar a linha de golo após passar por entre as pernas de Diogo Costa. Com pouco mais de meia hora jogada, o Vitória construía uma vantagem de dois golos, e até podia ter feito o terceiro, mas Diogo Costa não permitiu que Kaio abanasse as redes.

Teve de se reagrupar o Vitória SC para a segunda parte, porque Galeno ainda reduziu a desvantagem, a um minuto do intervalo. O brasileiro rompeu pelo corredor central e, na cara de Bruno Varela, atirou a contar de pé esquerdo.

Carregou o FC Porto, teve mais bola e encolheu várias vezes o Vitória SC junto à sua área, mesmo após a expulsão de Pepe ao minuto 70. Faltou maior capacidade, nessa fase, ao Vitória SC para sair para o ataque.

Segurou, ainda assim, o triunfo e os três pontos naquele que foi o quinto triunfo consecutivo no campeonato, ganhando mais dois pontos para o sexto lugar, mas, mais do que isso, encostando-se ao quarto posto e aproximando-se do terceiro lugar. Segue-se o Farense, sábado no D. Afonso Henriques.  

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73