skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
18 abril 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Ranking das escolas: Santos Simões apresenta maior subida

Redação
Educação \ sexta-feira, julho 08, 2022
© Direitos reservados
Escola Básica e Secundária nas imediações do Parque da Cidade concluiu a fase de exames de 2021 com uma média de 12,03 valores, trepando do 344.º para o 127.º lugar no país.

Apesar das críticas que envolvem o ranking das Escolas Secundárias, inclusive do ministro da Educação, João Costa, que lembra os mais de 50 indicadores para se aferir a qualidade do ensino, a classificação dos mais de 550 estabelecimentos a funcionar no país, públicos ou privados, veio esta sexta-feira a público mais uma vez.

Exclusivamente baseados nos exames nacionais, os resultados das escolas de Guimarães dão conta dão conta de médias longa da dianteira, mas também do tecido escolar nacional, sobressaindo a escalada da Escola Básica e Secundária Santos Simões. À semelhança de outros concelhos, os melhores resultados surgem num colégio privado – Colégio do Ave -, que é 36.º classificado no país, com 13,63 valores, seguindo-se as quatro escolas públicas do concelho, de acordo com a classificação do Público, elaborada em parceria com a Católica Porto Business School.

Nesse contexto, a escola sediada em Mesão Frio, junto ao Parque da Cidade, apresenta o melhor resultado – a média de 12,03 valores vale o 127.º lugar no país; olhando aos rankings anteriores, foi uma passada larga num trajeto em ascensão desde 2017, em que ocupava o 542.º lugar; em 2020, ano em que eclodiu a pandemia, foi 344.ª.

De seguida, aparece a Escola Secundária Francisco de Holanda, em 134.º lugar, com uma média de 11,97 valores, registando outra subida – fora 223.ª em 2020 -, a Escola Secundária Martins Sarmento, em 189.º lugar, com 11,68 valores, descendo na classificação face a 2020 – fora 151.ª – e a Escola Secundária de Caldas das Taipas, com uma média de 10,93 valores que ditou o 368.º lugar, abaixo de 2020 (289.º).

Quanto ao ranking de superação, que estima a diferença a média nos exames e aquela que seria de esperar face ao contexto de cada escola, os resultados são bem mais nivelados entre as quatro escolas: Santos Simões (151.ª), Francisco de Holanda (156.ª), Caldas das Taipas (171.ª) e Martins Sarmento (190.º).

O Colégio Arautos do Evangelho aparece na tabela com uma média de 9,23 valores e sem classificação atribuída.

 

Vários top 100 na Biologia, História, Economia

Se na Matemática e no Português, apenas uma escola surgiu entre as 100 melhores médias do país – o Colégio do Ave, com 14,19 a Matemática (34.º) -, outras disciplinas incluíram várias escolas nesse lote.

O exemplo mais evidente é o da Biologia, com quatro estabelecimentos: Colégio do Ave (25.º), Santos Simões (69.ª), Francisco de Holanda (96.ª) e Martins Sarmento (97.ª). Depois, surgem a Economia e a História com três casos cada. Na disciplina do curso de Línguas e Humanidades, Caldas das Taipas apresenta a melhor média vimaranense – 39.ª do país, com 14,61 valores -, seguida da Santos Simões (72.ª, com 14,16) e Martins Sarmento (84.ª, com 14,05).

Na Economia, o Colégio do Ave surge em 49.º lugar (14,27 valores), a Francisco de Holanda em 76.ª (13,72 valores) e a Santos Simões em 97.º (13,46).

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: